Colunas

Canto do Bacuri

Um novo tempo já envelhecido

Como seria possível assistir a um filme do final para ao começo, por um erro do projetista, que teria enrolado a fita ao contrário, e não percebido? Assim me sinto nos tempos da incerteza. Outrora, acreditava, não apenas eu, mas outros que…
Leia mais...

Zorba, o minotauro de Creta

Alguns filmes devem ser revistos, outros não vistos, vistos agora, quando podemos esticar o tempo. São os tempos da memória, no meu caso, que retornam confundindo o vivido e o que vivemos agora. Por alguma fatalidade, talvez isso, ainda que…
Leia mais...

CANTO DO BACURI > Mari Satake: 2019

O calendário marca. O ano é novo. Aqueles dias iniciais de nada fazer, agora são lembranças recentes. As contas novamente batem à porta, as datas dos compromissos habituais se aproximam, os amigos começam a dar sinal de vida. Só agora ela…
Leia mais...