Novas realidades, diferentes perspectivas

Caro leitor,
Dizem que todo fim pode ser encarado como um novo recomeço. E que toda porta fechada é, na verdade, uma nova oportunidade de seguirmos rumos diferentes. Nem piores, nem melhores. Apenas diferentes. A depender da perspectiva de cada um, temos visões distintas sobre os rumos que daremos após um ciclo.
No caso do Jornal Nippak, as definições acima cabem perfeitamente no momento que nós – internamente – vivemos. Chegamos nesta última edição com um misto de sentimentos que vão da tristeza por ter de encerar as atividades ao ápice da alegria por termos feito um serviço sempre profissional. Claro, tudo isso junto com suor, lágrimas, sorrisos, preocupações e tantas outras manifestações inerentes a própria vida. Afinal, demos “vida” a um projeto duradouro que tanto nos esforçamos para dar certo. E, no fim da jornada, ao olharmos para trás, temos a certeza que fizemos o certo. Não o perfeito, mas o possível (e impossível) que estava ao nosso alcance.
Lembrar de cada matéria publicada é impossível. Afinal, foram centenas de publicações ao longo de décadas, sobre as mais variadas vertentes: cultura, esporte, política, economia… mas todas relacionadas ao nosso maior patrimônio: a comunidade nipo-brasileira, hoje consolidada como um exemplo de força e determinação desde a chegada dos primeiros imigrantes, em 1908. Este espírito de coragem e foco foi o verdadeiro norte para que trabalhássemos dia após dia para levar um conteúdo exclusivo, de qualidade e, acima de tudo, verdadeiro. E este é o legado que o Jornal Nippak deixa para você, nosso fiel leitor que sempre nos incentiva com mensagens de apoio. Nunca pensamos em fazer um jornal para ganhar prêmios, obter status ou qualquer outra ambição que não fosse o verdadeiro jornalismo: apurar fatos, checar dados, entrevistar pessoas e, sobretudo, levar histórias de qualidade para nosso público. Talvez este seja o segredo para que sobrevivêssemos até aqui, como único e mais influente jornal da comunidade nipo-brasileira.
Somos uma equipe muito pequena se comparada às grandes redações espalhadas pelo Brasil. Também não temos uma estrutura que proporcione estarmos em todos os lugares no momento que desejávamos – ou precisávamos. Mesmo assim, o Jornal Nippak estava lá, sob chuva torrencial ou sol escaldante, para cobrir grandes acontecimentos relacionados aos nikkeis. Essas e tantas outras adversidades desta jornada, porém, nunca foram impeditivos para finalizar com dedicação máxima cada edição. Por aqui, cada exemplar que chega em nossas mãos é uma conquista. Vibramos em cada fechamento, na certeza de que entregamos aquilo que estava ao nosso alcance. Parafraseando o escritor Mario Sérgio Cortella, nossa filosofia sempre foi de “faça o teu melhor nas condições que você tem, enquanto não tem condições melhores para fazer melhor ainda”.
Diversos profissionais passaram por esta redação, sendo que muitos deles, atualmente, estão em destaque na grande imprensa, em escritórios renomados de assessoria de imprensa, portais de grande porte e em diversas outras empresas de Comunicação. Nosso sentimento é o de orgulho e gratidão, pois deixaram sua marca e contribuíram para chegar onde chegamos. Aos atuais e ex-colunistas, fotógrafos, departamento administrativo, financeiro, distribuição, diagramação, redação japonesa e tantos outros colaboradores, registramos aqui, também, nosso muito obrigado por tudo.
À diretoria – que sempre nos apoiou e deu todo o suporte ao longo dos anos – só temos de agradecer pela confiança depositada. Enfrentamos dificuldades e passamos por diversas turbulências, mas sempre unidos em prol de um único objetivo.
E, por fim, a você, nosso leitor assíduo, não temos como agradecer tanto carinho recebido em todos estes anos. Assinantes de diversos lugares do Brasil que recebem seu exemplar em casa, aqueles que vão à banca adquirir o jornal, enfim, temos uma grande rede de amigo do bem que tornou este jornal um grande pilar na nossa comunidade. Nosso muito obrigado.
Temos a certeza que nos encontraremos muito em breve, como novos desafios e grandes planos. Afinal, rumos diferentes trazem novas oportunidades e já estamos prontos para abraçar o que quer que venha pela frente.
Até breve

Comments (0)
Add Comment