VISTO PARA YONSEI: Governo japonês começa a ouvir opiniões sobre visto para a quarta geração

Governo japonês está buscando opiniões para rever exigências para a obtenção de visto (Pedro França/Agência Senado)

O Serviço de Imigração e Naturalização do Japão está recebendo comentários públicos no site do Portal e-gov a respeito da revisão dos requisitos para a obtenção de visto para yonseis (descendentes de japoneses da quarta geração). Os comentários podem ser feitos até 21 de fevereiro. Aqueles que têm opiniões como o relaxamento dos requisitos para o visto de quarta geração devem aproveitar esta oportunidade para enviar seus comentários.
Este sistema foi lançado em 1º de julho de 2018 para aceitar a quarta geração de nikkeis, e inicialmente 3 mil a 4 mil pessoas deveriam visitar o Japão anualmente, mas no final de setembro de 2020, mais de dois anos depois, apenas 121 certificados de admissão haviam sido emitidos. Apenas 87 pessoas entraram no Japão, 70% das quais são brasileiras, seguidas por filipinos, peruanos e americanos.
O sistema é projetado para fomentar “recursos humanos que possam servir de ponte entre seus países de origem e a sociedade japonesa”, com um prazo máximo de cinco anos para que estudem a língua e a cultura japonesa enquanto trabalham e contribuam para a comunidade japonesa após o retorno a seus países de origem.
Entretanto, os requisitos para visto são muito difíceis e se tornaram uma barreira para a concessão de um visto.
Especificamente, há um limite de idade “entre 18 e 30 anos”, um requisito de que “nenhum membro da família acompanhe o candidato”, e um requisito de que “o candidato deve ter a capacidade de passar no Teste de Proficiência em Língua Japonesa N4”.
Além disso, é necessário encontrar um lugar onde indivíduos ou organizações sem fins lucrativos, denominadas “Apoiadores da Aceitação da Quarta Geração”, apóiem gratuitamente as vidas da quarta geração e os procedimentos de imigração. Além de serem voluntários, esses apoiadores devem verificar as condições de vida uma vez por mês e se apresentar ao órgão de imigração uma ou duas vezes por ano.
Além disso, o apoiador deve procurar um emprego no Japão sozinho, coletar e solicitar documentos entre o Japão e o Brasil às suas próprias custas, e arcar com as despesas de viagem e moradia. Diz-se que estas exigências restritas dificultam a aquisição de um visto.
O governo japonês está atualmente buscando opiniões sobre uma proposta de revisão dos requisitos do sistema neste website. Sob o sistema atual, “aqueles que são N4 no momento da entrada no Japão podem permanecer por mais de três anos se obtiverem N3 no segundo ano de sua visita ao Japão” ou “aqueles que já obtiveram N3 no momento da entrada no Japão podem permanecer por mais de três anos”.
Atualmente está em estudo a revisão desta regra para “N5, N4, N3, ou N4 equivalente com a conclusão de um curso de japonês supervisionado pela Jica antes de ir ao Japão, e N3 no terceiro ano de estadia.
Os comentários por telefone não são aceitos. Os envios só podem ser feitos por e-mail, fax, correio postal ou pelo formulário no website. O prazo para envio é até 21 de fevereiro de 2021 (horário do Japão), e os envios devem chegar no mesmo dia também.
Os documentos devem ser apresentados somente em japonês.
Mais informações podem ser obtidos no site: https://public-comment.e-gov.go.jp/servlet/Public?CLASSNAME=PCMMSTDETAIL&id=315000036&Mode=0

Comentários
Loading...