Para George Hato, ‘skate tem uma característica social muito grande’

George Hato entrega troféu para o japonês Yuto Horigome em 2019 (arquivo pessoal)

Vereador que tem como uma de suas principais bandeiras o apoio ao esporte, em especial o skate, George Hato conta que não ficou surpreso comas conquistas dos brasileiros Rayssa Leal e Kelvin Hoefler nas Olimpíadas de Tóquio. No caso de Rayssa, o parlamentar explicou que acompanha a carreira da skatista “desde o início de sua carreira”. “Ela tem um destaque muito grande no skate profissional e já venceu diversos torneios de nível mundial. A comunidade do skate já esperava que ela ficasse entre as três primeiras nas olimpíadas”, disse o vereador, para quem o skate tem uma característica social muito grande, “no sentido da garotada se reunir para praticar juntos”. “É um esporte democrático e agregador. Além disso, o skate brasileiro há mais de 20 anos tem se destacado no cenário mundial. Na década de 1980, tivemos excelentes atletas que iniciaram esse caminho, como Lincoln Ueda, o “Japonês Voador”, que elevou o skate brasileiro ao nível profissional internacional e o empresário Jorge Kuge que em 1982 criou a marca URGH, uma referência para 1ª geração de skatistas”, comentou George, revelando que já sofreu críticas por apoiar o esporte, que já foi proibido na cidade de São Paulo (leia na matéria).
Para ele, ao apoiar o skate, “senti de perto todo o preconceito relacionado ao esporte e lutei muito para que o poder público desse ao skatista o espaço que ele merece”. “Abri a porta do meu gabinete para todos os skatistas e hoje fico muito feliz em ver como a imagem desse esporte está mudando”, destaca George, que considera o esporte “uma ferramenta educacional poderosa”.
“Ele traz valores, ajuda nas relações sociais, desperta habilidades, desenvolve o raciocínio, e o mais importante: esporte é essencial para saúde”, conta ele, que como “médico recomenda a prática de atividades físicas como o melhor caminho para prevenção de doenças”.
Entre os projetos que apoiou em quase 10 anos como parlamentar, George Hato destaca o apoio aos projetos como construção, reforma e ampliação de pistas, eventos, projetos sociais, entre outros, voltados para todas as modalidades do skate e em todas as regiões da cidade.
Segundo ele, esse trabalho envolve desde reforma de pequenas pistas na Zona Leste de São Paulo até grandes projetos como a construção da pista do chuvisco, a reforma da pista André Hiena e a vinda do Tony Hawk (a maior lenda do skate de todos os tempos) que levou 25 mil pessoas no Bom Retiro. “Também espero atuar junto ao prefeito Ricardo Nunes para aumentar o número de projetos na cidades para que mais crianças sejam atendidas”, destacou.
“Neste ano estamos apoiando projetos para construção e reformas de pistas em toda cidade.
E o grande desafio é o primeiro half-pipe público (pista de madeira em formato de “U”) em um centro esportivo da cidade”, diz ele, que espera que, “a partir de agora, acredito que muitos pais agora vejam o skate como uma opção de atividade física saudável para seus filhos”.

George Hato foi um dos milhares de brasileiros que vibraram com a conquista dos brasileiros e, em especial, do japonês Yuto Horigome na modalidade skate dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Explica-se. Em 2019, o vereador entregou um troféu ao skatista japonês quando ele esteve em São Paulo para participar de uma etapa do Mundial. Na ocasião, Horigome ficou em segundo, atrás do americano Nyjah Huston.

Comentários
Loading...