ONLINE: Live da Regional ABCDBS marca um ano de eventos virtuais

Tetsuo Yoshimoto, Elza Maruyama, Paulo Watari, Hiroko Arasaki, Roberto Akita e Rosana Sasaki (divulgação)

Parafraseando um antigo comercial, se é verdade que a primeira vez a gente nunca esquece, o primeiro Koohaku Utagassem virtual certamente ficará na memória dos participantes. Isso, em um passado não tão distante, mais precisamente no dia 17 de maio do ano passado, quando tudo ainda era novidade e a ordem era o “fique em casa” – e ainda é, para os que podem – para evitar a propagação do vírus. E o jeito, então, foi todo mundo se adaptar “a nova realidade”. Com os cantores, simpatizantes e fãs do karaokê não foi diferente. Acostumados a contar com dois – e, às vezes, até três – concursos num único final de semana, a pergunta era: “como continuar cantando na pandemia?”.
A resposta veio com Paulo Watari, da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Ribeirão Pires. “Muitos amigos meus me falavam que esta pandemia iria demorar para passar e que sentiam muita falta de estar cantando. Eu já utilizava gravação de vídeo no celular para me autocorrigir, pois não faço aulas de karaokê com sensei. Então, comecei a conversar com os amigos e a convencer a gravar vídeos com celular. Mas, sem público? Que graça tem? E se compartilhar no WhatsApp num grupo? Como tínhamos um grupo da Regional ABCD BX Santista, esta parte foi fácil, difícil mesmo foi passar a idéia e convencer os cantores a gravarem em suas casas seus próprios vídeos”, lembra Paulo, acrescentando que a organização cabia somente a ele, bem como o cronograma das apresentações, ou seja, não precisou de muitas pessoas para auxiliá-lo, tampouco de equipamentos de som.

Whatsapp – “Nem de pessoas na recepção de CDs, não precisa alugar salão, restaurante, iluminação etc.”, diz, explicando que a ideia era ter feito um concurso de karaokê virtual “logo de cara”, “mas como a maioria não sabia como seria, me fizeram mudar de idéia e fizemos o primeiro koohaku virtual com 25 cantores apenas”. E via Whatsapp.
“O pessoal gostou da idéia e pediu pra repetir o evento, pois agora queriam participar. Em seguida, tivemos 50 cantores e assim foi crescendo. Fiz um total aproximado de 10 eventos, sem repetir o formato, ou seja, não passou do primeiro. Desta forma, tivemos o 1º Koohaku, 1 º Festival da Música Japonesa, 1º Arraiá, 1º Taikai, 1º Interclubes…”, conta Paulo Watari, lembrando que, “na época, muitos cantores consagrados da colônia japonesa já haviam começado lives via canal do Youtube, mas de cantores amadores desconhecidos, nem em sonho”.
“Assim realizamos o que foi o primeiro karaokê taikai virtual via YouTube com vídeos gravados e com apresentadores ao vivo, com as mesmas regras de um presencial, com 261 cantores”, destaca. E para comemorar este primeiro aniversário de eventos online, no dia 23 de maio ele coordenou a Live de Aniversário – Um ano de Eventos Virtuais da Regional ABCD Bx Santista.

Aniversário – Segundo Rosana Sasaki, que também coordena eventos virtuais de karaokê, “criatividade é o que não faltou nesta comemoração”. “Cantores consagrados e amadores, duplas e cômicos, do Brasil e do Japão. Há vídeos gravados de toda forma: em casa, no jardim, no quintal, em estúdio, com cenário real, com cenário digital… Afinal, não havia regras, o objetivo era festejar com alegria”, disse, acrescentando que “é isso que deixou a live divertida e um verdadeiro show de talentos”.

Missão cumprida – Passado pouco mais de um ano, Paulo Watari conta que “houve muita evolução em todos os sentidos desde que eu comecei”. “A qualidade dos vídeos e também das apresentações realmente se tornaram algo quase profissional”, observa, explicando que, neste período de um ano, “muitos saíram da inércia a que foram submetidos no isolamento social – não só idosos, mas muitos cantores hoje estão fazendo aulas”.
“Muitos estavam depressivos, nervosos, ansiosos e adoecidos em suas casas. Com a oportunidade de aparecer em vídeo, foram aos barbeiros, cabeleireiras, maquiadoras para tratar do visual. Também foram escolher figurinos. Usaram a tecnologia Chroma Key para deixar os vídeos com fundos especiais. Tudo isto me deixa com a sensação de dever cumprido, vendo vários concursos e koohakus acontecendo. Estou muito feliz em ter dado o ponta pé inicial. E vamos continuar cantando”, avisa.

Comentários
Loading...