NIPPON COUNTRY CLUB: Rubens Kamoi quer dar continuidade ao trabalho de Valter Sassaki na presidência do NCC

Valter Sassaki, que passou a presidência para Rubens Kamoi continuidade (arquivo)

O maior clube nikkei das Américas tem um novo presidente. Em Assembleia realizada no dia 25 de abril, foi empossada a nova diretoria do Nippon Country Club (NCC) para a gestão 2021-2024. Rubens Harumy Kamoi, que encabeçou a chapa única, será o sucessor de Valter Sassaki, que esteve à frente do clube por 12 anos – ou cinco mandatos. Rubens Kamoi, que acumulava as funções de Diretor Social e 1º Vice-Presidente na gestão passada, assume a presidência do Nippon com o objetivo de dar continuidade ao trabalho desenvolvido por seu antecessor.
“Foi uma transição tranquila, como é da cultura do Nippon. Alguns nomes que já estavam na gestão anterior continuam com o Rubens Kamoi, que também trouxe pessoas novas até para dar sequência ao trabalho de renovação”, disse Valter Sassaki, que apesar de ter se desligado da diretoria executiva continuará trabalhando em prol do clube – nesta quarta-feira, 5, ele foi eleito presidente do Conselho Deliberativo do NCC.
Em pouco mais de uma década, Valter Sassaki, com competência e dinamismo, conseguiu modernizar e dar visibilidade ao NCC, que em 2020 comemorou 60 anos de fundação. E, apesar da pandemia, Sassaki e sua equipe fizeram com que o NCC atravessasse a crise sem grandes transtornos.
“Perdemos alguns sócios, mas em contrapartida, através da campanha de novos sócios – lançada em janeiro do ano passado – conseguimos 500 novas famílias”, conta Sassaki, lembrando que a média de associados vem se mantendo nos últimos cinco anos em torno de 4 mil famílias.
“Isso mostra o quanto o clube é atrativo. Perdemos sócios, aliás, um número que ficou muito aquém do que esperávamos, mas ganhamos outros. Isso significa que os associados gostam do clube e, mesmo em um período difícil, permaneceram fieis”, destaca Sassaki, que elencou algumas contribuições em sua passagem no cargo de presidente do NCC.
“Acredito que uma das contribuições da minha gestão foi na modernização do clube, tanto no aspecto físico – a gente reformou todas as construções antigas, sempre com um padrão alto de qualidade – e isso incluiu praticamente todas as instalações como o hotel, restaurantes, ginásios e as sedes dos departamentos. Tivemos também os restauros das quadras, das sedes do escotismo, além da brinquedoteca. Praticamente reconstruímos todo parque infantil, que ficou mais moderno, e investimos também bastante na parte de modernização dos sistemas administrativos, informatizando todo o clube, colocando rede de wi-fi moderna em todo o clube para que os jovens pudessem usufruir”, explicou Sassaki.

Jovens – Os jovens aliás, conquistaram seu espaço de vez na administração de Valter Sassaki. Se eles já tinham o Movimento Jovem, criado em setembro de 1997, encontraram na Academia do Futuro uma oportunidade a mais para desenvolverem suas habilidades e competências, “elevando o senso de responsabilidade, comprometimento, iniciativa, cooperação, solidariedade e trabalho em equipe, assim como o desenvolvimento dos valores éticos e morais”.
A ideia, explica Sassaki, é preparar novas lideranças para o futuro. “Nesta pandemia, por exemplo, os jovens tiveram uma importância vital de manter a comunicação com os associados. Eles tomaram a iniciativa de promover uma série de eventos online, como palestras e cursos com personalidades de destaque e ainda continuam organizando eventos virtuais”, conta Sassaki, que iniciou sua trajetória no clube em 1973, então como jogador de tênis e em 1989 teve sua primeira experiência como diretor deste mesmo departamento.

Confra – Sassaki, que assumiu a presidência do NCC em 2009, lembra que os jovens também desempenharam papel de destaque não só na organização mas também na recepção das delegações estrangeiras que participaram da Confra 2020 – Confraternização Esportiva Internacional Nikkei, último evento presencial do clube em 2020 e que contou com a presença do vice-ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Keisuke Suzuki.

Visibilidade – Por sinal, esse foi um outro ponto de destaque no período em que Valter Sassaki comandou o NCC, ou seja, dar visibilidade ao clube, que até então tinha sua imagem voltada mais para os próprios associados. “A gente conseguiu dar uma maior visibilidade não só junto à comunidade nipo-brasileira como também junto à comunidade pan-americana nikkei. Hoje, felizmente, o Nippon é altamente conceituado também em outros países da América Latina”, comemora Valter Sassaki, que também foi responsável pela aquisição do antigo clube do Banco de Tokyo, localizado no município de Arujá, distante apenas cerca de 1,5 km da sede do Nippon.
Com uma área total de 130 mil m², sendo 5 mil m² de área construída, o clube conta com uma boa topografia, além de instalações modernas e de alto padrão, além de uma grande área verde. “Trata-se de um passo muito importante para o futuro. Apesar de abandonadas, as instalações estão em boas condições, necessitando de melhorias. Vai ser uma área destinada, principalmente, para o beisebol”, disse Sassaki, acrescentando que a previsão é que dentro de um ano o espaço esteja em pronto para utilização dos associados.
“Todo esse trabalho só foi possível graças a uma equipe talentosa e aí não me refiro somente à Diretoria Executiva, mas também a todos os diretores de departamentos com quem tive oportunidade de trabalhar”, concluiu Valter Sassaki.

Desafios – Sócio do Nippon desde os 15 anos de idade – atualmente está com 62 anos – Rubens Kamoi está ciente dos desafios que terá pela frente, especialmente por assumir em um momento conturbado, ainda no auge da 2ª onda da pandemia. Diretor de cultura e artes em 2001, vice-diretor social em 2005, diretor social desde 2009 e desde 2017 primeiro vice-presidente, o novo presidente já está familiarizado com os assuntos que envolvem o clube.
“Conheço bem a estrutura do clube. Preciso, é claro, me inteirar de algumas questões que são prerrogativas do presidente, mas a ideia é dar continuidade ao trabalho que o Valter vinha desenvolvendo e, claro, pensar em alguma coisa nova, um projeto novo para poder alavancar receitas, pois, como costumo dizer, o tempo e as coisas também vão mudando com o tempo”, explica Kamoi, acrescentando que a ideia é não fazer mudanças radicais, “até porque os resultados mostram que estamos no caminho certo”.

Nippon Country Club

Diretoria Executiva 2021 – 2024
Presidente: Rubens Harumy Kamoi
1º Vice-Presidente: Yutaka Watanabe
2º Vice-Presidente: Roberto Kazutoshi Tanaka
3º Vice-Presidente: Valdemar Tumao Sassaki
4º Vice-Presidente: Pedro Kazuo Aoyagui
5º Vice-Presidente: Roberto Kinghi Noda
Tesoureiro Geral: Hilton Luiz Ichii
1º Vice-Tesoureiro: Mario Atsushi Toyoshima

Dirigentes do Conselho Deliberativo
Presidente: Valter Sassaki
Vice-Presidente: Hiroshi Takahashi
Secretário: Pedro Kazuo Aoyagui

Conselho Fiscal
Membros Efetivos: Carlos Roberto Chinen, Masakatu Honna, Sizumasa Nagano, Takachi Takimoto e Hiromitsu Suzuki
Membros Suplentes: Roberto Miguita, Mário Ono, Masanuri Hasobe, Jorge Nakamura e Yochinobu Yamakawa

Comentários
Loading...