JAPAN INTERNATIONAL MANGA AWARD: Abertas as inscrições para o 15º Prêmio Internacional de Mangá

Trabalhos devem ser enviados até o dia 8 de julho deste ano (divulgação)

Já estão abertas as inscrições para a nova edição do Prêmio Internacional de Mangá, promovido pelo governo do Japão com o objetivo de reconhecer os artistas que vêm contribuindo para a divulgação desta cultura em todo o mundo.
Os trabalhos devem ser enviados até 8 de julho deste ano ao Departamento de Assuntos Culturais e de Imprensa do Consulado Geral do Japão em São Paulo ou à representação diplomática e consular japonesa mais próxima.
Entre os prêmios estará o Golden Award, de melhor trabalho, além de três prêmios de excelência Silver Award e onze Bronze Award, de menções honrosas.
Os premiados com o Golden Award e o Silver Award serão convidados pelo governo japonês, por intermédio da Fundação Japão, a viajar ao Japão para uma estadia de cerca de dez dias, para participar da Cerimônia de Premiação, com previsão de ser realizada em fevereiro de 2022.
Na 14ª edição, dois mangás brasileiros foram contemplados com o Bronze Award. Foram eles Fujie e Mikito, de Yuri Andrey e Marcelo Costa (Editora Mino), e Nina no Mundo Subterrâneo: O Rato é o Gato do Rato, de Pedro Sotto.
Na edição anterior, um brasileiro foi ainda mais longe. A 13ª edição do Prêmio Internacional de Mangá teve um sabor todo especial para Guilherme Petreca. O brasileiro, de 29 anos, teve seu mangá Ye, publicado pela editora Veneta, contemplado com o Silver Award.
O brasileiro, que participava do concurso pela primeira vez, recebeu a notícia ‘literalmente com lágrimas de alegria’, contou.
Dentre os 345 trabalhos de 66 países de todo o mundo inscritos naquela edição, o vencedor foi o israelense “Piece of mind”. Ao lado de Petreca, levaram a medalha de prata “My little kitchen in summer season”, da Tailândia, e “Korokke and the girl who said no”, da Espanha.
A viagem levou os vencedores a diversos pontos turísticos, como o Templo Dourado, em Quioto, e o Museu do Estúdio Ghibli, em Tóquio.
Os premiados também puderam compartilhar entre si suas experiências e as particularidades de seus países, o que foi muito enriquecedor, afirmou o brasileiro.
“Pudemos entender como são os processos de produção nos diferentes países e conversar com as guias, que nos deram uma visão de público sobre o consumo de mangás pelo público japonês. Também tivemos experiências gastronômicas muito bacanas, para experimentar a comida tradicional, que é bem diferente do que costumamos imaginar, e também a culinária moderna.”
Além da grade programada, no último dia o roteiro reservou uma confraternização em um bar, com mangakás japoneses.

Sobre o Prêmio – O Prêmio Internacional de Mangá foi criado em 2007, por iniciativa do então ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Taro Aso, como forma de promover o intercâmbio cultural internacional através do mangá. Desde a sua criação, o Prêmio vem sendo realizado todos os anos.

Outras informações e regulamento para inscrição estão disponíveis no site oficial do concurso, em português, em:
https://www.sp.br.emb-japan.go.jp/itpr_pt/not_21_04_international_manga_award2021.html

(do site da Fundação Japão)

 

Comentários
Loading...