INSTITUTO NITEN: Em São Paulo, Dia do Samurai será comemorado também no âmbito estadual

Os samurais modernos do Instituto Niten em ação (divulgação)

Depois dos estados do Amazonas, Paraná, Santa Catarina e Rio de Janeiro, agora é a vez de São Paulo instituir em seu calendário o “Dia do Samurai”, a ser comemorado todo dia 24 de abril. A data é em homenagem ao aniversário do Sensei Jorge Kishikawa, fundador e presidente do Instituto Cultural Niten e criador do Método KIR (Ken Intensive Recuperation), que visa a recuperação do ser humano através da espada samurai.
O Projeto Lei número 1245/2019 foi sancionado pelo governador João Dória no dia 5 de março deste ano e publicado no Diário Oficial do Estado de SP no dia 6 de março sob a Lei número 17.329.
Ao justificar o projeto, o Coronel Nishikawa disse que “a importância de nós comemoramos o Dia do Samurai é que é uma tradição”. “São heróis, considerados como heróis japoneses que conseguiram unificar o Japão. Nós respeitamos as tradições japonesas mesmo porque sou descendente de japoneses – meus pais são japoneses”, explicou o parlamentar, acrescentando que “estamos cumprindo a nossa missão conforme os meus preceitos”. “Nós resolvemos atender aos anseios da comunidade e hoje nós podemos comemorar com muito orgulho o Dia do Samurai aqui no nosso país”, frisou.
Já para o advogado, assessor parlamentar e ex-presidente da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo), Massahaki Shimada, “o Dia do Samurai simboliza toda cultura milenar e emblemática dos samurais e o espírito de luta dos primeiros imigrantes japoneses que procuraram a nossa Pátria Brasil para sobreviver a custo de muito trabalho e de muita garra. “Enquanto houver um descendente nipônico, o samurai será imortal. O samurai vai viver sempre”, garantiu Shimada.

Valores – O Dia do Samurai já é comemorado na capital paulista desde 2005, quando foi instituído pelo então vereador William Woo. Depois, ganhou outras cidades paulistas, como Piracicaba, Ribeirão Preto e Campinas.
Jorge Kishikawa fez questão de destacar os valores da cultura japonesa ao agradecer a homenagem. “Esta homenagem é de grande importância pois se trata de um reconhecimento da sociedade brasileira e paulista aos valores samurais nos dias de hoje. Foi um longo caminho para resgatar e ensinar os ocidentais valores milenares do Japão e dos samurais, mas o que começou como um sonho hoje é uma realidade”, disse Kishikawa.
Segundo ele, “o Instituto Cultural Niten foi criado para dar forma a esse ensino e desde então mais de 25 mil guerreiros já passaram em nossas dependências espalhadas por 70 unidades no Brasil e no Exterior”. “Muitos guerreiros e guerreiras que cultivam esses valores através do aprendizado da cultura samurai e mais importante ainda, nesses tempos difíceis, os valores samurais como honra, lealdade, coragem, sabedoria, respeito, gratidão e compaixão estão sendo, sem dúvida, as virtudes que nos conduzem para enfrentarmos esse momento”, disse Jorge Kishikawa, que agradeceu, “de coração, à sociedade brasileira, coordenadores, alunos do Niten e à colônia japonesa por reconhecerem os valores samurais nos dias de hoje”.

Comentários
Loading...