HAICAI BRASILEIRO: Camélia – Rio seco – Tanabata

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.
Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.
Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.
Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000 São Paulo – SP
E-mail: ashiguti@uol.com.br


TEMAS DE JULHO
Camélia – Rio seco – Tanabata

Apenas o vento –
No leito seco do rio
mais uma carcaça.
Antonio Seixas
Magé, RJ

jardim de camélias
vovó e minha irmã
juntas a regar
Carlos Viegas
Brasília, DF

Final da pandemia
Pedido comum a todos –
Dia da Tanabata
Clara Sznifer
Santos, SP

Sinto-me acolhida.
Na entrada do prédio
Camélias cor-de-rosa.
Danita Cotrim
São Paulo, SP

Papéis coloridos
no Festival Tanabata –
São tantos desejos!
Didi Tristão
São Paulo, SP

Velho rio seco
revela o antigo caminho –
Passos vagarosos
George Goldberg
Londres, Inglaterra

Laje de pedra –
E inesperadamente
Uma camélia
José Lira
Recife, PE

a tarde se vai…
o vento segue entre pedras
pelo rio seco
José Marins
Curitiba, PR

tirada do galho
camélia se torna enfeite
nos longos cabelos
Madô Martins
Santos, SP

Fiz meu pedido
de paz e muito amor
no tanabata.
Mário Azevedo Alexandre
São Vicente, SP

Brancas e vermelhas
juntas no jardim nipônico –
Camélias floridas.
Mario Isao Otsuka
São Paulo, SP

A pilha de pedras
na margem do rio seco.
Um momento zen.
Matsuki Pichorim
José dos Pinhais, PR

Na praça vazia
sem Tanabata este ano –
Apenas lembranças.
Matusalém Dias de Moura
Iúna, ES

jardim das camélias –
perfume doce e suave
exala o Japão
Paulo C. Freire
Maceió, AL

Alguém de joelhos –
Sobre a laje secular
a camélia branca
Regina Alonso
Santos, SP

Neste Tanabata,
Pendurarei o tanzaku
Pedindo saúde.
Reneu Berni
Goiânia, GO

pássaro voando
ao longo do rio seco –
a tarde se vai
Rose Mendes
Ilhabela, SP

Tanabata chega
e lá se vão as amigas
a fazer haicais.
Sonia Rodrigues
Santos, SP

Temas de setembro (postar até 10 de agosto)
Primavera (estação) – Cavala (peixe) – Glicínia

Temas de outubro (postar até 10 de setembro)
Girino – Miosótis – Plantar milho

Comentários
Loading...