Feiras durante a semana movimentam o Nipo de Campinas

Brechó é um dos pontos mais procurados das feiras semanais (Célia Kataoka)

O Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas sempre realizou a tradicional Feira Oriental todo segundo domingo de cada mês, mas desde julho deste ano vem promovendo feiras durante a semana, todas às segundas e quintas-feiras, com a colaboração dos diretores, associados, voluntários, jovens e pais dos jovens. “Temos muitos espaços ociosos no Instituto e pretendemos ocupá-los com atividades socio-culturais e principalmente gastronômicos, com comidas típicas japonesas e brasileiras”, disse o presidente do Nipo de Campinas, Tadayoshi Hanada, preocupado com o futuro incerto em que vivemos.
“Precisamos nos preparar, com uma administração séria, dinâmica e inovadora” completa. “Tenho muita gratidão aos voluntários e com aqueles que sempre colaboram com a aquisição dos produtos, pois caso contrário   não conseguiríamos superar essa situação preocupante que estamos vivendo”, disse Tadayoshi Hanada, feliz com o sucesso dos  eventos anteriores como a “Vaca Atolada”, o “Karê Raisu”, a “Pizzada” e a Feijoada”, entre outros.
“Realizamos vários ‘workshops’, verdadeiras maratonas de aprendizado na área gastronômica com escolhas de melhores datas para facilitar a participação dos voluntários”, disse Hanada. “Já adquirimos a experiência do “drive thru” com comodidade para os convidados e rapidez na entrega dos produtos”, destacou. Outra preocupação do presidente foi o de abrir novos espaços para os bazaristas que dependem de lugares adequados, para a exposição e venda de seus produtos.
Uma boa infraestrutura é um dos fatores fundamentais para o sucesso das Feiras segundo Hanada, que pensou na comodidade dos frequentadores, como banheiros disponíveis, segurança, limpeza e apoio total dos funcionários do Nipo na orientação e cumprimento das normas sanitárias vigentes.

Tadayoshi Hanada (presidente do Nipo) com Luís Yabiku e amigos (Célia Kataoka)

Brechó – As feiras semanais acontecem sempre das 9h às 16 horas, com exposição e venda de artesanatos, comidas típicas japonesas  e brasileiras, doces caseiros e roupas em geral, entre outros.
Um dos pontos bem procurados é o Brechó do Nipo, com artigos bem variados doados pelos sócios e pela comunidade nipo-brasileira de Campinas. O almoço é servido das 11h30 às 14 horas com bentos, temakis e oniguiris preparados pelo Restaurante Ishikawa. Nas segundas feiras, os visitantes encontram pastéis Ikehara e nas quintas feiras pastéis Maruyama. Os visitantes podem levar para casa ou degustar no local, nas  barracas, mesas e cadeiras colocadas na frente do Nipo.
No último dia 22 (domingo passado), o Nipo de Campinas realizou o Dia da “Costelinha de Porco com Missô”. Além do prato principal, os visitantes puderam saborear o obentô, imagawayaki, moti, manju, makizushi, hotroll e tempurá. Segundo Hanada, o evento foi um sucesso.
(Célia Kataoka, especial para o Jornal Nippak)

Comentários
Loading...