EX-BOLSISTAS DO GAIMUSHO KENSHUSEI: Associação Brasileira faz homenagem emocionante a todas as mães

Participantes da Cerimônia em Homenagem ao Dia das Mães, o primeiro online da associação (divulgação)

Como já acontece há mais de 20 anos, a Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Gaimusho Kenshusei (Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão) reserva uma data para uma ocasião muito especial: celebrar o Dia das Mães. E como sempre, um evento pontuado por emoções. E a cerimônia online realizada na noite desta terça-feira, 11, não foi diferente. Como avisou a apresentadora Yuri Ywata, que ajudou na coordenação ao lado de Álvaro Yamamoto, Leandro Hattori, Carol Ayako e Márcia Nakano – que também apresentou a cerimônia, “será um evento de muitas emoções, música e homenagens”.
E o “cartão de visitas” foi a apresentação de um vídeo de uma campanha institucional da Pampers do Japão. Se a sensibilidade já estava “à flor da pele”, os momentos que vieram a seguir contribuíram para intensificar os sentimentos. Como as mensagens do presidente Tério Uehara e de sua esposa, Mônica Uehara; do cônsul para Assuntos Políticos e Gerais do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Hiroyuki Ide; e da Dona Maria do Carmo (mãe do vereador Aurélio Nomura); além dos depoimentos do escritor André Kondo e das apresentadoras Marcia e Yuri.

O presidente da associação, Tério Uehara, e sua esposa, Mônica (divulgação)

Ao lado da esposa, Tério lembrou que a comemoração do Dia das Mães tem um significado especial para a associação. “E neste ano, a comemoração ganhou um sentido ainda mais intenso.
Foi um grande desafio pra comissão organizadora, pois pela primeira vez este evento está sendo realizado no formato online, sem os abraços, sem os cumprimentos calorosos e o bate papo descontraído que sempre marcaram nossos encontros”, disse o presidente, acrescentando que, “apesar de distantes fisicamente, não poderíamos deixar de celebrar a importância de estarmos juntos nesta data especial”. “Porque não há no mundo, um ser tão precioso, de profundo e verdadeiro amor como as mães. E também, nem por isso vai deixar ser emocionante”, preconizou.
E finalizou parabenizando “todas as mamães, aquelas que geraram seus filhos; as tias que são mães, as avós que são mães pela segunda, terceira, quarta vez; aos pais que são mães, as que estão presentes e as que nos acompanham de outra dimensão, e que continuam cuidando de nós e torcendo pelo nosso sucesso. É uma honra para Associação Brasileira Gaimusho Kenshusei homenagear esta figura tão importante que representa carinho, luta, força, ternura, fé e muito, mas muito amor”, destacou Tério Uehara.
Mãe de três filhos –Akim (29), Akio (28) e Ayumi (26)– Mônica ressaltou que, apesar do distanciamento, o sentimento era o mesmo e pediu para que todos continuassem se cuidando “para que possamos no reencontrar mais lá para frente”.

Cônsul para Assuntos Políticos e Gerais, Hiroyuki Ide (divulgação)

Gotinha – Há praticamente seis meses no cargo, o cônsul Hiroyuki Ide lembrou que a data também é muito importante no Japão. Segundo ele, é quando os filhos costumam enviar presentes para as mães. Em função da correria, admitiu que, por vezes, acaba se esquecendo, para surpresa da sua mãe. Este ano, porém, para alegria dela, garantiu que não se esqueceu da data.
E o que falar de Dona Maria do Carmo, que é mãe, avó e bisavó? Mostrou toda sua força ao dizer que era apenas uma “gotinha” e ainda destacou outra grande mãe e também avó, a doutora Felícia Harada.

Ser maior – Bolsista de 2020, André Kondo deu um depoimento que, como disse Tério Uehara, “tocou o coração de todos”. Iniciou sua fala cumprimentando todas às autoridades – mas não estava se referindo ao cônsul, nem ao presidente da associação e nem ao vereador “porque acima deles existe uma autoridade muito maior: as mães”. E falou do amor das mães, “daquele ser maior, que compartilha mesmo o pouco que tem, tornando aquilo algo grandioso”.

Marcia e Yuri falaram sobre o que é ser mãe e bolsista e o quanto a experiência acaba reforçando ainda mais o papel de “cumprir o nosso propósito”. O tradicional Kanpai ficou a cargo da Dra. Felícia Harada e as palavras de encerramento a cargo de Cristina Sototuka, que falou sobre aprendizado e gratidão. Gratidão pelo privilégio de ser mãe e gratidão pelo amor da família. Karen Ito ajudou a abrilhantar ainda mais o evento cantando “Kansha Jo” e “Kanpai”.

Comentários
Loading...