ESPECIAL/113 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA: Virtual, Ofício Budista celebra os 113 Anos; presidente do Bunkyo exalta valores da cultura japonesa

Ofício Budista em Memória dos Pioneiros e Vítimas da Covid será transmitido online nesta sexta-feira (reprodução)

A exemplo de 2020, quando a celebração da imigração japonesa teve que ser adaptada para o formato virtual por causa da pandemia do novo coronavírus, também este ano a programação dos 113 Anos da Imigração Japonesa será diferente. Assim, devido às restrições e riscos de contágio, não serão realizadas as tradicionais celebrações religiosas presenciais no Grande Auditório do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social –, no Memorial do Imigrante no Parque Ibirapuera e na Igreja Católica São Gonçalo (na região central de São Paulo).
A data será lembrada com uma celebração em conjunto pelo Bunkyo, Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil – Kenren e Federação Brasileira das Escolas Budistas – Butsuren (que é presidida pelo bispo Sehtyu Takassaky e reúne sete escolas budistas) com a realização do Ofício Budista em Memória dos Pioneiros da Imigração Japonesa e de Todas as Vítimas da Covid-19.
Em formato compacto, o evento terá cerca de 40 minutos de duração, editada em bilíngue (japonês/português) e será transmitido online nesta sexta, 18, a partir das 10h.
“Infelizmente, também este ano estamos impossibilitados de realizar aquelas atividades presenciais que gostaríamos, mas, o mais importante, porém, é que estejamos todos com saúde”, explica o presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa, destacando que, “o mais importante é não deixarmos esta data passar em branco”.

Renato Ishikawa: “Trata-se de um momento para agradecermos os pioneiros e a acolhida que recebemos” (Arquivo/Jornal Nippak)

Valores – “Trata-se de um momento oportuno para, em primeiro lugar, agradecermos os pioneiros por tudo que fizeram e construíram deixando um importante legado para nós e, segundo, para agradecer a este país maravilhoso por ter nos acolhido tão bem”, observa Ishikawa..
Para o presidente do Bunkyo, além das contribuições dos pioneiros nas mais diversas áreas – como na agricultura, medicina, economia, política, esportes e artes – os pioneiros também deixaram importantes valores como legados. “E é nosso dever preservar e transmitir esses valores para as novas gerações e também para a sociedade brasileira”, diz Renato Ishikawa, lembrando que, no ano passado, a live comemorativa ao Dia Internacional do Nikkei teve justamente como destaque o resultado dos 17 workshops do Projeto Geração, realizados em 10 diferentes cidades brasileiras que identificou os oito valores que mais caracterizam a comunidade nikkei: Responsabilidade, Aprendizado, Integridade, Coletividade, Perseverança, Gentileza, Gratidão e Respeito. “Valores que estão sendo muito importantes para ajudar o país a superar esse momento de dificuldade”, afirma Ishikawa.

A VERSÃO DIGITAL DO “OFÍCIO BUDISTA EM MEMÓRIA DOS PIONEIROS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA E DE TODAS AS VÍTIMAS DO COVID-19”, PODERÁ SER ACESSADA, NO DIA 18 DE JUNHO, A PARTIR DAS 10H, NO LINK: HTTPS://WWW.YOUTUBE.COM/BUNKYODIGITAL
A GRAVAÇÃO ESTARÁ PERMANENTEMENTE DISPONÍVEL NO CANAL BUNKYO DIGITAL, E OS INTERESSADOS TÊM PERMISSÃO PARA DIVULGAR E EXIBIR EM SUAS ENTIDADES, ESCOLAS, EMPRESAS, E ENTRE FAMILIARES E AMIGOS.

Comentários
Loading...