ERIKA TAMURA: Dr. Olavo, médico e herói

Já escrevi outras vezes aqui, sobre o incrível trabalho que o Dr. Olavo Ribeiro faz dentro da comunidade brasileira no Japão. E mais uma vez, vou escrever sobre o assunto.
Para quem não sabe, a ONG SABJA, onde eu trabalho, atua também na área de saúde, e uma dessas vértices é o translado de pacientes em estados graves, que por algum motivo, querem ou precisam, retornar ao Brasil. A ida dessas pessoas ao Brasil é impossível sem um acompanhamento médico, o que encarece muito a ação, e acaba inviabilizando a viagem ao Brasil, além de todas as outras despesas, dependendo do caso, necessita-se de muitos equipamentos médicos, tornando-se oneroso.
E é aí que Deus nos enviou um anjo, chamado Dr. Olavo Ribeiro, médico de Mogi das Cruzes. Digo que é um anjo porque ele atua voluntariamente nessas ações de translado de pacientes ao Brasil. Tiro meu chapéu, pois o Dr. Olavo é sensacional! Incrível esse trabalho.
O translado dos pacientes, na maioria das vezes graves e terminais, não é nada fácil. Imagina então durante a pandemia! Pois foi o que aconteceu essa semana.
Tivemos o pedido de 3 pacientes, onde eu achava desde o começo impossível, pelo cenário pandêmico atual. Porém, o Dr. Olavo não via assim, ele com o seu pensamento evoluído, nunca pensou na palavra “impossível”.
As dificuldades já surgiram desde o início da conversa, pois o visto de múltipla entrada no Japão do dr. Olavo, estava suspenso devido a pandemia. Foi necessário uma série de telefonemas, cartas, reuniões, conversas… Tudo envolvendo diplomacia dos dois lados do governo, tanto brasileiro como japonês.
Enfim, visto liberado, vacinação ok, enfermeira ok, embarque para o Japão, ok.
Chegando ao Japão, dr. Olavo deparou-se com uma série de contratempos e imprevistos, o que é normal na vida de um médico, afinal, estamos lidando com vidas.
Mais uma vez, a calma e a experiência do dr. Olavo prevaleceu. Pois eu, já estava em pânico, embora não pudesse aparentar.
Exatamente no dia 6 de abril, Dr. Olavo embarcou, rumo ao Brasil, na companhia da enfermeira Sueli, e três pacientes. Graças a Deus!
Olha, não foi fácil, aliás, não é fácil! Em nenhuma vez foi fácil. Mas a cada dia eu ficava pensando na situação das pessoas que foram embora para o Brasil… Semi conscientes, inconscientes, deitados em uma maca, respirando com ajuda de aparelhos e, para piorar, no meio de uma pandemia…
Quanta tristeza, não é mesmo?
Tenho certeza que essas pessoas chegaram no Japão, cheias de sonhos, com muitas metas, expectativas altas e diversas, e de repente a vida dá um giro de 360 graus.
Por esse motivo eu digo que o Dr. Olavo faz um trabalho de herói. Quem, no meio de uma pandemia, se disponibilizaria a atravessar o mundo, sem ganhar nada, para ajudar brasileiros que estão do outro lado do oceano? Só conheço o Dr. Olavo Ribeiro mesmo…
Semana passada uma pessoa do Brasil me falou, que seria loucura o desejo de brasileiros doentes no Japão, em retornar ao Brasil e dar continuidade no tratamento no Brasil. Para quem nunca saiu do Brasil, pode parecer loucura, mas eu tenho propriedade para falar do assunto. Ao menor sinal de doença aqui no Japão, eu QUERO retornar ao Brasil, mesmo com pandemia! E sabem por que? Porque o coração é brasileiro, e nada melhor do que o sentimento reconfortante de se submeter a um tratamento falando a sua língua. E é esse o sentimento que esses pacientes transladados buscam, o conforto! Conforto no sentido de sentir-se acolhido, sentimento de pertencimento do lugar, sentimento de abraço.
O Japão pode ser um país desenvolvido, mas não tem isso tudo o que citei acima. E às vezes, abraço ajuda na cura, família ajuda na recuperação, palavras dão segurança e trazem esperança.
Tenho certeza que o Dr. Olavo fez a diferença na vida de muita gente.

Comentários
Loading...