ERIKA TAMURA: Copa América no Brasil e Olimpíadas no Japão

O que a Copa América de futebol tem a ver com Olimpíadas de Tóquio?
Além de serem eventos esportivos, o que confere um ponto comum é o momento da realização, perante o contexto atual que estamos vivendo, resumindo: a realização de eventos esportivos durante a pandemia.
Decidi escrever sobre o tema, pois o que eu mais escuto é: “ e as Olimpíadas, serão realizadas?”. Pois é, tudo indica que sim! Assim como a Copa América no Brasil, que até já começou, diga-se de passagem.
Confesso que quando soube da mudança dos jogos da Copa América para o Brasil, senti um misto de indignação e revolta, afinal o Brasil vive um momento caótico. Mas daí lembrei-me que, há menos de 40 dias, teremos a realização das Olimpíadas no Japão, e não está tudo bem não. Engana-se quem pensa que o Japão tem o controle da pandemia.
Me preocupa muito com o que irá acontecer daqui para frente, o que me resta é acreditar no governo japonês e crer que tudo irá dar certo, conforme o prometido pelos governantes.
Mas olhando por um olhar macro das situações, independentemente da realização esportiva no Brasil ou no Japão, o que me vem prontamente à minha cabeça é a palavra ganância, no sentido literal, sem ambiguidades.
No livro “O príncipe” de Maquiavel, o autor já enfatizava desde aquela época que, o que atrai e fascina o ser humano, nem é o dinheiro em si, e sim o poder. O poder tem a capacidade de corromper os homens, levando à famosa frase: “os fins justificam os meios”.
Se por um lado, vejo que não há motivos para o cancelamento dos eventos esportivos, por outro lado também vejo o que a sua realização pode causar. Mas o pior de tudo isso é que vidas humanas não estão nas prioridades da atenção dos governantes para a decisão final. Tudo gira em torno do sistema no qual Maquiavel cita em seu livro. E olha que é um livro escrito em 1513, e publicado em 1532!
Eu sou muito fã de eventos esportivos, e concordo que, a realização dos mesmos, seguindo todas as normas preventivas de contenção ao vírus, não trará resultados desastrosos. Mas tenho receio.
Tenho receio porque sou asmática, e não vejo nem perspectiva da vacinação no Japão. E olha que eu busco por informações, visito sites, converso com médicos, ligo em clínicas e o resultado para mim, não é nada animador. Já chegou a passar pela minha cabeça, de ter que ir ao Brasil para ser vacinada (prontamente descartada, por temer não conseguir a reentrada no Japão).
Quando problemas políticos intervêm no andamento social e humanitário de um país, é de se pensar que vivemos em um mundo manipulado e corrompido.
Pelo que tenho acompanhado, no Brasil é um pouco pior, pois além de acontecer tudo conforme Maquiavel ensina o príncipe em seu livro, ainda temos características de Macunaíma, nos políticos brasileiros. Esse é o retrato perfeito da materialização do mundo de duas obras literárias.
Brasil e Japão, cada qual com seus problemas, em mundos adversos, mas que por dado momento parecem viver no mesmo âmbito social, político, e econômico, em proporções diferentes, porém análogas.

Comentários
Loading...