ENFRENTAMENTO À COVID: Conheça as medidas adotadas pela Starpack Plásticos como prevenção à Covid-19

Kit de assepsia dentro da embalagem fabricada pela própria empresa distribuído aos funcionários (divulgação)

Crescimento das Vendas Durante a Pandemia de Coronavírus

O novo coronavírus reduziu as oportunidades de comer fora do lar, o que foi substituído pelos serviços emergentes de delivery. Com isso, a indústria de embalagens plásticas para alimentos cresceu acima das expectativas. Os governos federal e estadual aprovaram suas atividades mesmo depois de entrar no período de pandemia por ser uma das indústrias necessárias para a adoção efetiva de medidas preventivas contra o coronavírus.
“Desde que entramos na pandemia, o número de funcionários aumentou de 100 para 140 pessoas e, até o final deste ano, pretendemos inserir mais máquinas novas de fabricação no total, que estarão em plena operação.”, disse Atushi Nishikawa, presidente da Starpack Plásticos.

Plano de Ação Prevenção Covid-19 que começou no mês de março do ano passado na Starpack Plásticos (divulgação)

Plano de Ação Prevenção Covid-19

Nishikawa criou um detalhado Plano de Ação Prevenção Covid-19 para a linha de produção do município de Itaquaquecetuba, São Paulo, que está operando normalmente desde o início da pandemia. Baseado nisso, trabalhou para prevenir a propagação da infecção e, mesmo com o aparecimento de pessoas infectadas, elas se recuperaram ilesos e voltaram ao ambiente de trabalho. Este Plano lista “o que, como, quem, quando, onde, por que” tomar medidas preventivas e os dados sobre o custo e o estado de implementação são atualizados regularmente.
O primeiro item do Plano, de um total de 25 itens, registra que todos os funcionários receberam o dever de realizar teste PCR entre 18 de março e 20 de maio do ano passado e que 100% dos funcionários realizaram o teste. A partir do segundo item, além das medidas que estão de acordo com as diretrizes do governo, indica as medidas criadas pela própria empresa como a distribuição, no dia do pagamento, que ocorre uma vez a cada dois meses, de kits de assepsia contendo álcool, álcool em gel, máscara e toalha colocadas nas embalagens fabricadas internamente. Como a fábrica funciona 24 horas por dia em três turnos, também foi tomado muito cuidado para proteger a segurança dos funcionários, com a esterilização de todas as máquinas a cada oito horas,
Em outubro deste ano, todos os funcionários estavam com a primeira vacinação concluída e cerca de metade já estavam com a segunda vacinação concluída também. Os funcionários têm o dever de apresentar os comprovantes de vacinação à empresa.

Inundação de Encomendas Antes do Aumento de Preço

De março a maio do ano passado, o ritmo de trabalho de muitas empresas ao redor do mundo desacelerou. Com isso, o preço da matéria-prima para embalagens plásticas também aumentou. No entanto, ao mesmo tempo, o serviço de entregas aumentou rapidamente suas vendas e, a Starpack ficou responsável pela produção de uma embalagem específica para vários clientes a nível nacional. As encomendas não paravam, e, quando chegou a máquina termoformadora comprada antes da pandemia, em 2019, importou mais duas máquinas novas, em 2020, e, mais uma neste ano. para compatibilizar os pedidos com a produção.
Nishikawa fala: “Quando informo ao cliente que o preço do produto vai aumentar há um grande aumento das encomendas para aproveitar o preço do dia.” Ele diz que os produtos mais populares recentemente são aqueles que possuem tampa do tipo selo de baixo custo por não exigir tampa plástica. O acúmulo de longa de experiência no desenvolvimento de novos produtos atendendo as necessidades dos clientes, acompanhando as tendências de mercado, de repente, compatibilizou-se com a onda de coronavírus.

A Morte Passando na Frente dos Olhos nos Tempos do Novo Coronavírus

Presidente Atushi Nishikawa (divulgação)

Durante quase quatro meses após o início da pandemia, a ida ao escritório de São Paulo foi proibida, em princípio, e os trabalhos de escritório passaram a ocorrer de modo remoto. O mesmo acontecia com o próprio Sr. Nishikawa, que trabalhava tranquilamente em casa. No entanto, em dezembro do ano passado, quando a cidade de São Paulo começou a relaxar, um dos filhos que voltou de uma viagem nacional acabou passando a infecção pelo novo vírus para ele, sua esposa e os outros dois filhos, que mostraram resultados positivos nos testes para a Covid-19. Ninguém sentia sintomas especiais, mas apenas o Sr. Nishikawa foi hospitalizado no mesmo dia, e passou a observar o desenvolvimento da situação enquanto usava respirador de oxigênio e tomava medicamentos. Durante esse tempo, o valor da capacidade vital estava muito abaixo do valor normal, mas, depois de ficar internado por cerca de 2 semanas, o teste para a Covid-19 mostrou resultado negativo e teve alta com segurança. sem grandes sequelas. “Por causa do novo coronavírus, a morte passou na frente dos meus olhos e eliminou os meus pequenos aborrecimentos diários.”
O Sr. Nishikawa sempre se esforçou para viver segundo o princípio de “honestidade, justiça e cortesia” ensinado por seu pai.
“Continuarei a contribuir para a sociedade brasileira com o espírito do bushido (conduta espiritual que deve ser seguida pelos guerreiros samurais) sem ser abatido pelo coronavírus”. Assim renovou a sua determinação.

Parte das embalagens para alimentos fabricadas pela Starpack Plásticos (divulgação)

Starpack Plásticos

Junto com o irmão, o Sr. Nishikawa fundou a empresa Sunnyvale industrial em 1986 que foi a antecessora e tornou-se independente como Starpack em 2002. Fabrica e vende embalagens plásticas para alimentos, e seus produtos são direcionados a mais de 10 segmentos, tais como embalagens para freezer e micro-ondas, hospitalares, cozinha oriental, sorveterias, saladeiras, indústrias alimentícias, food-service, entre outras e também possui uma linha de produção flexível para desenvolver embalagens de acordo com as especificações das encomendas.

Site: http://starpackplasticos.com.br/

Comentários
Loading...