Em reunião do Conselho Deliberativo, Bunkyo apresenta resultados e diretrizes básicas para 2021

Bunkyo celebra seu 65º aniversário de fundação em 2020 (reprodução)

Em Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo realizado remotamente no dia 12 de dezembro, a Diretoria do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social apresentou os resultados de 2019 e reforçou os objetivos estratégicos rumo a 2030.
Antes de passar a palavra para o presidente Renato Ishikawa, André Korosue, presidente do Conselho Deliberativo, lembrou que se tratava de uma reunião “unificada” já que, em razão da pandemia, a reunião que seria realizada em abril teve que ser adiada. “Por essa razão que [esta] é chamada de extraordinária”, disse.
Renato Ishikawa destacou que 2020 foi um ano “surpreendente, cheio de desafios e coisas novas, de coisas que nós desconhecíamos e ainda desconhecemos, o coronavirus”. E convocou o diretor de Planejamento, Herberto Macoto Yamamuro para apresentar os planos para 2021. Macoto iniciou sua fala lembrando a mensagem para 2030 anunciada no ano passado: “Bunkyo Reiwa (2020/2030) – Ponte para o futuro Brasil-Japão”, que consiste em: 1) Intensificar as contribuições relevantes ao Brasil; 2) Promover a união e o fortalecimento das entidades nipo-brasileiras; 3) Reforçar as ações de assistência social; 4) Renovar e ampliar a disseminação da cultura japonesa; 5) Liderar como agente de conexão Brasil-Japão; 6) Atingir a sustentabilidade através da liderança dos jovens; 7) Promover a Nova Sociedade do Conhecimento.
Sobre os objetivos estratégicos em direção a 2030, destacou os “statements” colocados: I – Renovar e ampliar as ações de disseminação dos valores da cultura japonesa; II – revitalizar e intensificar o papel de agente de conexão com o Japão; III – Intensificar as contribuições relevantes para a sociedade brasileira; IV – Unir e fortalecer o Bunkyo e as entidades nipo-brasileiras; V – Conquistar a sustentabilidade da entidade; VI – ampliar a liderança dos jovens; VII – reforçar as ações de assistência social.

Equilíbrio financeiro – Em relação aos resultados de 2019, Macoto enumerou como pontos relevantes o fato de a entidade ter atingido, depois de muitos anos, o equilíbrio econômico financeiro, “apesar de não ter cumprido a meta econômica do orçamento”. Isso é muito significativo para a entidade”, afirmou.
Coube ao vice-presidente Gioji Okuhara fazer uma apresentação do que aconteceu em 2020, que ele resumiu da seguinte forma: 1 – Posicionamento firme do Bunkyo como entidade, mostrando caminhos, principalmente na área digital; 2 – Realização de aproximadamente 50 eventos, uma média de um por semana, 3 – Mais de 30 reuniões de diretoria por meio do zoom; 4 – Duas reuniões com regionais com presença recorde, 5 – Mudanças na comunicação digital; 6 – Fortalecimento de parcerias com diversas entidades do Brasil, do Japão; 7 – Mais de 130 mil visualizações no canal do Youtube dos eventos realizados (só no dia Internacional do Nikkei foram mais de 43 mil visualizações e no Bunka Matsuri em casa outras 21 mil), com menos custo, envolvendo nikkeis, não nikkeis, na faixa etária de 25 a 55 anos, com cobertura nacional e internacional; 8) As transmissões online das comissões tradicionais como a gastronomia, com audiência de 2,8 mil pessoas em cada edição.

Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo: “Ano cheio de desafios”

Diretrizes – Por fim, André Korosue apresentou as diretrizes básicas para 2021 que consiste em “fortalecer a imagem do Bunkyo para a evolução gradativa à sua missão atribuída para este novo século e Era Reiwa tendo em meta do Plano 2030”.
São elas: Ser um agente ativo em busca de uma convivência harmônica e próspera com as Entidades Culturais Nipo Brasileiras; Buscar intensificar os laços oficiais e não oficiais que representam o Japão; Completar o Ciclo do Investimento à sua nova imagem associada ao Futuro , enquanto entidade central da comunidade, assumindo os anseios comuns das Entidades Nipo-Brasileiras; Criar valor reconhecido aos associados trazendo o espírito do investimento juntamente ao da cooperação; Fortalecimento do engajamento da Liderança nas atividades, por atitude, promover os jovens nas decisões importantes da entidade; Melhoria do desempenho dos colaboradores internos e incentivando-os a ter orgulho de ser parte da família Bunkyo, fortalecendo as ações para o profissionalismo da entidade.

Comentários
Loading...