Rafael Pettersen assume presidência da Comissão de Jovens do Bunkyo e quer estreitar alianças

(Helio Alves Gouvea Júnior)

Em cerimônia realizada no último dia 14, no Salão Nobre do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) e que contou com a presença do presidente da entidade, Renato Ishikawa, e do cônsul adjunto do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Akira Kusunoki, tomou posse a nova Diretoria da Comissão de Jovens do Bunkyo (Seinen) 2020. À frente, o descendente de noruegueses Rafael Henrique Pettersen, terceiro não nikkei a assumir o cargo.
Pettersen conta com uma equipe formada por Graziela Tamanaha (1ª Vice-Presidente), Giovane Fernandes (2º Vice-Presidente), Tiemi Kawakami (Secretária Geral), Paulo Tokobaro (1º Tesoureiro), Guilherme Kanashiro (2º Tesoureiro); Júlia Otsuka (Diretora de Projetos), Tiago Carapinheiro (Diretor de Comunicação e Marketing) e Marcel Kumata (Diretor de Recursos Humanos).

Renato Ishikawa e Rafael Pettersen (centro) com membros da nova Diretoria do Seinen Bunkyo (Aldo Shiguti)

A cerimônia, que teve como participação especial a apresentação do Okinawa Sanshin Kucho Takao Yoshimura – que interpretou Shimanchu no Takara – contou ainda com a presença do vice-presidente do Bunkyo, Jorge Yamashita e do presidente da Assistência Social Dom José Gaspar Ikoi-no Sono, entre outras lideranças da comunidade, além de familiares do novo presidente.
Em seu discurso, o presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa deu boas-vindas à nova diretoria e explicou que, “no meio da minha geração, quando falamos em preservação e difusão da cultura japonesa, temos mania de pensar somente naquele personagem nipo-brasileiro”. “Pois bem, a presença de Rafael na presidência da Comissão de Jovens anuncia que chegamos na fase daqueles voluntários que, independente de sua descendência, estão se dedicando às nossas entidades porque gostam da cultura japonesa”, destacou Ishikawa, que aproveitou a oportunidade para reconhecer a importante e competente atuação dos jovens, “tanto na realização de seus próprios eventos, na organização de eventos de nossa entidade, como também como colaboradores junto às outras entidades nipo-brasileiras”.

Revitalização – Renato Ishikawa observou que a principal entidade representativa da comunidade nipo-brasileira completa este ano seu 65º aniversário de fundação e que os jovens terão um papel fundamental daqui para frente para a revitalização de suas atividades. “Instituímos o Comitê Jovem que começou com 3 Comissões: Comissão de Jovens, Comissão Bunka Matsuri, Comissão do FIB – Fórum de Integração Bunkyo e, hoje, também está responsável pela Comissão Kakehashi que desenvolve o Projeto Geração e pela Comissão Network entre Jovens Nikkeis com o projeto voltado para jovens decasséguis. Junto com essa força jovem, temos buscado compartilhar nossas atividades e experiências com outras regiões, com outras entidades, preocupados em incentivar a preservação da cultura japonesa”, disse Ishikawa, que concluiu sua fala afirmando estar “muito satisfeito ao celebrar a posse da nova diretoria da Comissão de Jovens, que reconhecemos como importante elo de renovação de nossa diretoria”.

Juntos – Já o cônsul adjunto Akira Kusunoki lembrou a visita do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe ao Brasil, em 2014, quando, no mesmo Bunkyo, o premiê japonês discursou para um auditório lotado – estiveram presentes cerca de 1200 pessoas. Falando sobre a diplomacia japonesa para a América Latina e Caribe, Shinzo Abe estabeleceu como meta “progredir juntos, liderar juntos e inspirar juntos”.
“Com isso, ele nos deixou uma diretriz muito importante cuja palavra-chave é ‘juntos’. Isso significa que somos parceiros e que, nessa diretriz, a comunidade nikkei desempenha um papel fundamental”, disse Kusunoki, destacando que, a partir de então, “nossos serviços começaram a mudar pouco a pouco”. “Hoje sentimos que o Consulado está mais próximo da comunidade nikkei do que nunca”, explicou o cônsul adjunto, que parabenizou a nova diretoria.

Guilherme Seigo Matsumoto passa o bastão para Rafael Pettersen (Aldo Shiguti)

Revi histórica – Ao Jornal Nippak, Guilherme Seigo Matsumoto fez um balanço positvo de sua gestão. “Acredito que conseguimos entregar uma gestão muito gostosa. Conseguimos atrair mais jovens e, por outro lado, assumimos novas responsabilidades e novos desafios também, mas, com certeza, cumprimos nossa principal missão que é a de preservar a cultura japonesa e formar novos líderes, seja para a comunidade nikkei seja para a vida pessoal de cada um”, ressaltou Matsumoto, que apontou como principais realizações de sua gestão a Revi (Revitalização 2019) realizada em novembro no Nippon Country Club, em Arujá.
“Foi uma Revi histórica pois conseguimos atingir 34 Seinens do Brasil inteiro totalizando cerca de 60% mais jovens do que na edição anterior, que compartilharam suas experiências num lugar muito bonito e gostoso como é o Nippon”, disse o agora ex-presidente do Seinen, explicando que continuará como conselheiro, além de alçar outros voos. “A convite do próprio Bunkyo, estou assumindo a coordenação do Sakura Matsuri deste ano que acontece em São Roque”, comentou.

Voluntário – Seu sucessor, Rafael Pettersen, de 25 anos, ingressou na Comissão de Jovens há três anos a convite do então presidente Andrew Hideo. A comunidade japonesa, no entanto, não é novidade para ele. “Fui voluntário do Festival do Japão por sete anos e foi lá, através do Festival do Japão, que um membro da Comissão de Jovens, que também era voluntário, me apresentou ao pesidente, na época o Andrew Hideo”, conta Pettersen, lembrando que começou na Diretoria de Eventos e Projetos Culturais, onde permaneceu, por 2 anos. Em 2019, na gestão de seu antecessor, ocupou o cargo de secretário geral.

Aliança – Agora, como presidente, Pettersen pretende manter o apoio do Seinen a todos os eventos do Bunkyo e às quatro entidades assistenciais (Enkyo, Kodomo-no-Sono, Kibô-no-Iê e Ikoi-no-Sono), além de trabalhar para a manutenção dos atuais membros.
Segundo ele, uma de suas missões será a de formar uma aliança maior com outras entidades jovens e visitá-las com o objetivo de saber quais as necessidades de cada uma. “Já estamos trabalhando muito próximos com o Seinen de Santos, de Bragança Paulista e de Campinas, mas a meta é ampliar esses contatos. Para isso a gente pretende fazer um estudo geral para saber onde está sendo mais necessário nossa atuação e tentar trazê-los para mais próximo da gente”, explicou o novo presoidente do Seinen Bunkyo.
Para saber mais sobre o trabalho do Seinen Bunkyo, acesse: www.bunkyojovens.org.br.

Comentários
Loading...