PANDEMIA: Nishimori trabalha em defesa do pescado para amenizar crise do setor

(WhatsApp Image)

O deputado federal Luiz Nishimori (PL-PR), presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Pescado, trabalha para amenizar as consequências causadas pela pandemia de Coronavírus que assolou o Brasil e o mundo.
O período de isolamento social coincidiu com a quaresma, momento em que as pessoas tendem a consumir mais pescados, para tentar atenuar os prejuízos do setor o deputado federal Luiz Nishimori pediu urgência para a aprovação do Projeto de Lei 6.418/2019, que prevê a isonomia do PIS/COFINS das rações de peixes, assim como já acontece com as rações de aves e suínos.
Segundo o parlamentar a medida irá contribuir para o desenvolvimento do setor “nossa psicultura possui um enorme potencial de crescimento, mas precisamos trabalhar ainda mais por medidas que promovam a desburocratização do setor e por mais incentivos aos produtores, a isonomia do PIS/COFINS da ração dos peixes de cultivo irá trazer um folego para os piscicultores, para que possam enfrentar este momento difícil e também melhorar o valor de compra para o consumidor final”.

Para Nishimori, medida contribuirá para o desenvolvimento do setor (WhatsApp Image)

Para se ter uma ideia do potencial deste segmento só em 2019 ele teve um crescimento de 4,9%, um dos maiores responsáveis por este resultado positivo foi a produção de tilápia que consagrou o país como 4º maior produtor de tilápia do mundo respondendo por 57% da produção nacional.
Este ano, mesmo diante da pandemia de coronavírus a china habilitou mais 11 plantas frigorificas para a exportação de tilápia. As empresas habilitadas para exportação de tilápia para a China são Copacol (PR), Netuno (BA), Trutas NR (MG), Vitalmar (SC), Global Food (SP), C.Vale (PR), Zaltana (RO), Frigopesca (MT), Lakes Fish (GO), Pescado DuVale (RO) e Bem Bom Pescados (GO).

Comentários
Loading...