PANDEMIA: Hospital Nipo-Brasileiro doa cestas básicas para famílias do projeto social durante a pandemia

O superintendente clínico Carlos Kumagai e a assistente social do HNB, Miriam Igai (Aldo Shiguti)

Preocupados com a situação da comunidade do entorno do Hospital Nipo-Brasileiro, no Parque Novo Mundo – localizado na zona Norte de São Paulo) – o Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo) – entidade mantenedora da instituição – iniciou, no último dia 12, a entrega de 850 kits de cestas básicas para as famílias cadastradas no serviço de ação social.
A entrega das cestas, que deve ser concluída nos próximos dias, foram feitas em várias etapas para evitar aglomerações em frente ao imóvel que fica próximo ao hospital e que futuramente abrigará o setor de coleta de exames.
Superintendente clínico, o médico Carlos Alberto Kendy Kumagai explicou que, por intermédio do Departamento Social, o HNB desenvolve, desde 1994, um serviço junto aos moradores da favela da Funerária – que compreende os bairros do Parque Novo Mundo, Vila Maria Baixa e Jardim Andaraí.
Voltado para os pais – que recebem orientações educacionais – e, principalmente, para os filhos – que recebem aulas sobre higiene, consultas pediátricas e atendimentos odontológicos – entre outros – a parceria contribuiu para diminuir o índice de mortalidade infantil na região.
Além disso, de acordo com a chefe do Departamento Social do HNB, a assistente social Miriam Igai, todos os meses são distribuídos cerca de 50 cestas básicas para as famílias em situação de maior vulnerabilidade.

Kits – “Mas depois da pandemia do novo coronavírus, sentimos que muitas famílias, cujos responsáveis dependem do trabalho informal, passaram a ter mais dificuldades para ganhar seu sustento. Diante disso, a Diretoria do Enkyo decidiu por bem tentar amenizar um pouco essa situação com a distribuição de cestas”, conta Kumagai, explicando que cada família recebeu um kit com alimentos e outro com produtos de higiene, como desinfetante, cândida, sabonete, pasta de dente, detergente, sabão em pedra e esponja. “Decidimos incluir também alguns produtos de higiene pois neste momento de pandemia esses itens são fundamentais para evitar a propagação da doença”, disse o superintendente.
A reportagem do Jornal Nippak esteve no local na sexta-feira passada, 12. Com hora marcada e repeitando uma distância segura, além de fazer higienização com álcool gel, cerca de 100 famílias foram beneficiadas com as cestas. Na ocasião, estavam presentes também o superintendente geral do HNB, Walter Amauchi, e a assistente social, Miriam Igai.
A reportagem do Nippak conversou com a dona de casa Rosemeire Lima, que há cerca de três anos participa das campanhas desenvolvidas pelo Nipo-Brasileiro. Com “mais sorte”, ela explicou que, “apesar de não passar por dificuldades” – o marido, que trabalha como soldador, ficou desempregado por pouco tempo – “a cesta veio em boa hora”. “Todo tipo de ajuda é importante”, disse ela, que estava acompnhada de sua filha, Letícia, que também foi beneficiada com o kit.

Covid-19 – De acordo com o Carlos Alberto Kendy Kumagai, desde o dia 26 de fevereiro até esta segunda-feira (15), foram internados no Hospital Nipo-Brasileiro 868 pacientes com sintomas de Covid-19. Deste total, 771 receberam alta. Continuavam internados, até segunda-feira (15), 62 pacientes com Covid-19 entre enfermaria e UTI. Destes, 30 estavam na UTI – o HNB tem capacidade para 30 leitos de UTI para pacientes com Covid-19 – ou seja, até o dia 15 de junho a taxa de ocupação era de 97% dos leitos de UTI.
Ainda segundo Kumagai, foram registrados 15 mortes confirmadas por Covid-19. A maioria dos que vieram a falecer tinham alguma comorbidade associada – como hipertensão arterial, diabetes ou obesidade, sendo esta última o principal fator de risco.
O superintendente resaltou ainda que, entre os hospitais da rede privada do Estado de São Paulo, a taxa de mortalidade de quem precisa de respiração mecânica é, em média, de 43%. No Hospital Nipo-Brasileiro esse índice é de apenas 14%.
“É um índice bem significativo em relação a outros hospitais particulares, o que mostra a a alta qualidade do atendimento do Hospital Nipo-Brasileiro”, destaca Kumagai, lembrando que o HNB atende não só a população da região como também pacientes de Guarulhos e da região do Vale do Paraíba.

Comentários
Loading...