PANDEMIA: Embaixada do Japão debate medidas contra Covid-19

A Embaixada do Japão no Brasil realizou uma reunião online entre especialistas para discutir as medidas adotadas pelo Japão contra o novo coronavírus. O webinário,   promovido em 31 de julho com o apoio da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) e do Ministério da Saúde do Brasil, é mais uma ação do governo japonês com o objetivo de auxiliar no controle dos efeitos dessa crise mundial   sobre a população brasileira.

O médico da Embaixada japonesa, Hiroyuki Okamoto (Facebook/Embaixada do Japão)

O médico da embaixada japonesa, Hiroyuki Okamoto, ressaltou como os cuidados básicos de higiene têm sido fundamentais para o controle da doença diante das dificuldades de diagnóstico e produção de uma vacina. As escolas do Japão, apontou Okamoto, são um dos principais alvos do reforço das ações educativas sobre o uso correto da máscara e a adoção de outros comportamentos protetivos.
Os especialistas japoneses também responderam a perguntas sobre a implementação de medidas em estudo no Brasil e no mundo, como um sistema de avaliação de risco de   pacientes, mencionado na reunião virtual pelo Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros.

Nobuhiko Okabe, diretor do Instituto de Saúde Pública de Kawasaki (Facebook/Embaixada do Japão)

Nobuhiko Okabe, Diretor do Instituto da Saúde Pública da Cidade de Kawasaki, apontou que a avaliação de risco está sendo realizada pelo país e por cada município do Japão, mas que não é implementada de maneira unificada. “Avaliamos que o rastreamento de pacientes individuais, como por exemplo, estudo de cluster e estudo proativo epidemiológico, contribuíram, em certo grau, para a contenção da expansão da infecção”, explicou Okabe.

Norio Ohmagari também participou da live (Facebook/Embaixada do Japão)

Também participaram da reunião Norio Ohmagari, Diretor do Centro Internacional de Doenças Infecciosas do Centro Nacional para Saúde Global e Medicina, e Ryo Kohsaka, Professor da Escola de Graduação em Estudos Ambientais da Universidade de Nagoya. Prestigiou o webinário, ainda, a representante da Opas no Brasil, Socorro Gross.
A Embaixada do Japão no Brasil, em cooperação com os especialistas japoneses e organizações relacionadas, continuará a fornecer proativamente informações sobre medidas contra novo coronavírus e os esforços para proteger o Japão contra os prejuízos causados pela pandemia.

Trabalho conjunto – A cooperação entre o Japão e a OPAS para o fortalecimento da saúde nas Américas e no Brasil também está presente em ações práticas em benefício da população.
Em julho deste ano, a OPAS realizou, em conjunto com a Secretaria de Relações Internacionais e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania do município   de São Paulo, um treinamento para cerca de 40 servidoras municipais que atendem mulheres vítimas de violência na capital paulista. Essa missão da Opas foi feita com recursos doados pelo governo do Japão.
Em todo o mundo, a violência contra as mulheres tende a aumentar durante emergências de qualquer tipo. Por isso, os serviços de atenção a essas pessoas são essenciais durante a pandemia da covid-19.

Saúde mental – Outra ação conjunta foi promovida em fevereiro deste ano, quando foi realizado o terceiro treinamento de profissionais de saúde para o acolhimento e cuidado em saúde mental na rede de atenção primária e na rede de atenção psicossocial de Boa Vista (RR). O treinamento foi possível após doação de recursos pela Embaixada do Japão.
As atividades fazem parte do projeto “Fortalecimento de Capacidades Locais em Saúde Mental e Apoio Psicossocial no Contexto do Fluxo Migratório em Boa Vista, Roraima”, que visa apoiar o governo brasileiro nas ações de resposta ao fluxo migratório no país.
(Fonte Embaixada do Japão)

Comentários
Loading...