OSHOGATSU: As tradições e costumes do Ano Novo em tempos de pandemia

Osechi Ryori: iguarias dispostas artisticamente dentro de um conjunto de caixas (divulgação)

Entre os costumes japoneses, o Oshogatsu (Ano Novo) é considerado uma das datas mais importantes para os japoneses. É o período em que as pessoas procuram descansar e tirar um tempo para ficar com suas famílias. Tradicionalmente, os feriados de Ano Novo eram uma época para se agradecer os deuses (kami) que zelavam pelas colheitas e também para dar as boas vindas aos espíritos dos ancestrais que protegiam as famílias.
O costume de exibir kadomatsu (decorações de galhos de pinheiros e bambus colocados nos dois lados das entradas das casas) e shime-kazari (decorações com cordões de palha) era para dar boas vindas a esses deuses e espíritos. No começo do ano, as pessoas expressavam apreciação aos deuses e espíritos dos ancestrais e rezavam por uma colheita próspera no ano novo.
Por essa razão, o feriado de Ano Novo para os japoneses é o mais importantes de todas as celebrações do ano. Muitas pessoas nessa época elaboram projetos e tomam novas decisões para o ano que se inicia.
Este ano, por conta da pandemia, algumas tradições japonesas bastantes conhecidas pelos nipo-brasileiros, como os bonenkais (festas de fim de ano) e shinenkai (celebração de ano novo) e eventos como o Koohaku Utagassen foram cancelados ou tiveram que ser readaptados.
Conheça alguns costumes:

Preparativos e Decoração
Para purificar as energias, as casas são limpas e devidamente decoradas: O kadomatsu é colocado na entrada das casas para trazer sorte aos moradores; o shimenawa é colocado no portão, na intenção de afastar os maus espíritos e receber as divindades; o kagami mochi é colocado em altares religiosos e oferecido aos deuses.

Kadomatsu: Ornamento feito com ramos de pinheiro (símbolo de longevidade), haste de bambu (símbolo de persistência) e galhos de ameixeira (símbolo de prosperidade).

Kagami Mochi: Bolinho de arroz menor em cima de outro maior. Oferenda que deve permanecer até o dia 11 de janeiro. Simboliza a expectativa de felicidade e prosperidade.

Rituais
Kagami Biraki: No dia 11 de janeiro, o kagami mochi é partido em vários pedaços e servido numa sopa. A repartição é feita com as mãos ou martelo, pois, por ser um amuleto, não deve ser cortado com objetos afiados.

Joya no Kane: Cerimônia em que os templos tocam o sino 108 vezes (o último toque acontece meia-noite em ponto). Acredita-se que cada badalada corresponde a um pecado humano. É comum visitar templos nos três dias de comemoração.

Primeiras Experiências do Ano
Hatsumode (Primeira visita religiosa do ano): Durantes esses feriados, as famílias e amigos vão juntos realizar a primeira visita do ano, conhecida como hatsumode, aos santuários xintoístas e templos budistas. No caso dos santuários xintoístas, essas visitas eram feitas originalmente aos santuários que são conhecidos por estarem em “direção favorável” a partir da casa do visitante. O propósito dessas visitas era o de rezar por uma rica colheita e pela proteção da família e do lar no ano que estava por vir.

Pratos Típicos
Toshikoshi Soba: O soba é um macarrão fino e comprido que, por estas características, simboliza a longevidade.

Ozoni: Sopa feita com bolinho de arroz. Segundo superstições, é um prato que atrai sorte.

Otoso: Vinho adocicado de arroz. Acredita-se que esta bebida tem o poder de exorcizar os maus espíritos.

Osechi Ryori: Iguarias dispostas artisticamente dentro de um conjunto de caixas. São servidos durante os 3 primeiros dias do ano (sanganichi) e cada prato está relacionado com sorte e felicidade.

Kadomatsu: boas vindas (divulgação)

Jogos de Ano Novo
Antigamente, quase todas as crianças participavam de brincadeiras especiais de Ano Novo ao ar livre como empinar pipas, rodar piões (especialmente para meninos) e um jogo para meninas parecido com o badminton, chamado hanetsuki. Brincadeiras dentro de casa incluíam os jogos de cartas uta karuta, que testavam a rapidez em que os participantes reconheciam poemas de Hyakunin Isshu (“100 Poemas por 100 Poetas”), e um jogo de tabuleiro chamado sugoroku, similar ao gamão. Entretanto, para as crianças de hoje, cercadas por tantas formas diferentes de entretenimento, esses jogos de Ano Novo vêm perdendo a sua prévia popularidade.

Curiosidades
Kohaku Utagasen: Programa de televisão transmitido anualmente em comemoração ao Oshogatsu. Os melhores artistas do ano realizam performances motivados por uma disputa entre o time branco (shirogumi) representado pelos homens e o time vermelho (akagumi) representado pelas mulheres.

Nengajo (cartão de Ano Novo): Trocar cartões também é comum no Japão. O correio faz a entrega exatamente no dia primeiro (nunca antes ou depois). Jamais se deve enviar cartões após o dia 2 ou se houve caso de falecimento na família, pois tais atos são considerados falta de educação. Os cartões geralmente são estampados com o signo chinês correspondente ao novo ano ou símbolos que representem a prosperidade.

Comentários
Loading...