Joe Hirata e Karen Ito fazem Live Solidária neste sábado em prol de doações para a Kibô-no-Iê

(Divulgação)

Quem já está com saudades dos matsuris (festivais) – cancelados em virtude da pandemia do novo coronavírus – pode agendar. A Sociedade Beneficente Casa da Esperança Kibô-no-Iê, entidade sem fins lucrativos de assistência e desenvolvimento da pessoa em situação de deficiência intelectual que há 50 anos promove o bem-estar, autonomia, inclusão social e qualidade de vida de 70 pessoas em sua sede em Itaquaquecetuba (zona Leste de São Paulo), convidou os cantores Joe Hirata e Karen Ito e a empresa BKC Produções & Eventos para um projeto inusitado para a comunidade nikkei. Trata-se da Live Solidária, que promete muita música com dois dos principais ícones da comunidade nipo-brasileira.
A Live Solidária Kibô será no dia 25/04, sábado, às 20h30 (horário de Brasília) e será exibida nos canais da Kibô-no-Iê no YouTube (https://www.youtube.com/kibonoie) e no Facebook (https://www.facebook.com/kibonoie).
Segundo a presidente da Kibô, Dirce Shimomoto, a iniciativa partiu da própria entidade. “A ideia é buscar o apoio de pessoas que sempre acreditaram no nosso trabalho e na nossa missão”, conta Dirce, acrescentando que, durante a live, as pessoas podem ajudar doando qualquer valor através da plataforma da Kibô-no-Iê.
Segundo ela, além de dinheiro, as pessoas podem contribuir doando alimentos, produtos de higiene pessoal e fraldas geriátricas, entre outros itens. Todos os participantes estarão concorrendo ao sorteio de um TV de 43’ oferecida por parceiros da entidade. O sorteio será realizado no dia 02 de maio.
Para os artistas, será uma experiência “totalmente nova”. Em sua página no Facebook, a cantora Karen Ito explica que “a Kibô-no-Iê, nos convidou para apoiarmos em um evento, que proporcione um pouco de alegria, num formato novo, tanto para mim, quanto para o amigo Joe Hirata e para a técnica da BKC Produções & Eventos, desafiador, mas necessário. As despesas da entidade para manter esta qualidade de vida aos 70 atendidos não se interrompem com o covid, então iniciamos uma campanha de arrecadação com esta Live Solidaria”.

Cartaz de divulgação da Live Solidária (divulgação)

Para Karen, que dedica o evento aos profissionais de saúde e limpeza, a “generosidade da direção da Kibô-no-Iê, entende que o momento não está fácil para todos, principalmente para microempreendedores, comerciantes (a quem também sou solidária) e com isso fará o sorteio de uma TV entre os doadores”.
Para Joe Hirata, o projeto não seria possível sem o suporte técnico da BKC. “Eu mesmo não estava fazendo live porque isso exige uma certa produção”, disse Joe, explicando que o show será realizado no estúdio da BKC, seguindo as recomendações estabelecidas de manter a distância de dois metros entre todos os integrantes da equipe.
Joe, que recentemente participou do Matsuri em Alto Mar justamente com a Karen Ito, destaca a importância do projeto. “Trata-se de um projeto piloto e fiquei bastante contente por ter sido convidado pela Kibô pois a Karen e eu já realizamos algumas parcerias. A ideia é continuar ajudando as entidades assistenciais como já vínhamos fazendo. Por ser uma causa nobre, abraçamos sem hesitar e vamos procurar fazer o melhor possível”, destaca o cantor, admitindo que também está “bastante ansioso” pelo resultado por não ser um show como os que está acostumado a realizar.
“Nosso foco será nas doações. Vamos interagir com o público e estimular para que participem”, explica. Segundo ele, o público poderá participar contribuindo com qualquer valor, “cada um dentro de suas possibilidades”. “Para quem está mais antenado pode usar a tecnologia QR Code, mas as doações também poderão ser feitas através de ligações ou transferência bancária”, esclarece o artista, afirmando que, através da plataforma da Kibô, é possível fazer doação até mesmo do Japão, onde vários parceiros estão fazendo a divulgação do evento.

Dois dos principais cantores da comunidade se uniram em prol da Kibo (Arquivo/Aldo Shiguti)

Quanto às músicas, Joe Hirata revela que “cantaremos algumas músicas individualmente e depois em dueto”. “No meu caso, vou cantar uma música que nunca cantei em matsuris”, avisa, acrescentando que, inicialmente, o show deve ter cerca de uma hora e meia de duração “mas com possibilidade de ser estendido”. “Vai depender muito do público”, diz, lembrando que quem perder o show ao vivo poderá acompanhar depois pelo youtube.
De acordo com Dirce Shimomoto, as doações não se encerram com o término da Live Solidária. Qualquer contribuição, mesmo que feita posteriormente, será bem-vinda. Mas para participar do sorteio da TV é necessário confirmar sua contribuição até 2 de maio.
Para saber mais sobre a Kibô-no-Iê, acesse: o http://www.kibonoie.org.br

Comentários
Loading...