HOTELARIA=Em Londres, Bruno Omori defende aprovação de cassinos como política macroecômica

CEO da ABIH-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo) e presidente  do IDT-CEMA (Instituto de Desenvolvimento, Turismo, Cultura, Esporte e Meio Ambiente), Bruno está em viagem a Londres, na Inglaterra, onde participa de uma das maiores feiras de cassinos e jogos do mundo a ICE com o congresso VOX, promovida pela Clarion que acontece até esta quinta-feira, 6, no Centro de Convenções Excell, na Inglaterra. Além de palestrar no congresso, participar de diversos eventos, a agenda de Omori prevê encontros com os grandes grupos de cassinos, apostas esportivas e online e com membros do governo de diversos países.

Além de Bruno Omori, parrticiparam da cerimônia de abertura, na terça, 4, do deputado fedral Newton Cardoso Jr (MDB-MG) e o deputado estadual de MG, Alencar da Silveira Jr., entre outros brasileiros.

Representando o mercado de hotéis para ver negócios e oportunidades para os cassinos no Brasil, Bruno Omori defende a tese que a aprovação dos jogos/cassinos terá impacto na macroeconomia do Brasil, “pois com sua aprovação especialmente de uma legislação com foco liberal e mercadológica, ou seja, sem limitar um modelo especifico de jogo”, a sua localidade e a sua quantidade, teremos oportunidades de investimentos, desenvolvimento  e crescimento econômico, apresentaremos um modelo de grande potencial para todos os tipos de cidades e destinos turísticos, com capacidade de impactar de fato a economia do nosso país”, disse o CEO da ABIH-SP.

 

Estimativa – Segundo ele, existe uma estimativa inicial de investimento estrangeiros no Brasil de cerca de US$ 70 bilhões. “Fazendo uma análise inicialmente deste montante, primeiro aquecemos o mercado imobiliário com valorização e venda de terrenos, passamos ao mercado de arquitetura, engenharia e construção dos empreendimentos, entramos a seguir nos moveis, decoração, iluminação, segurança, gráfica, indústrias em geral, automação, tecnologia, enxoval entre outros equipamentos para os cassinos, restaurantes, hotéis, shoppings, centro de convenções, teatro que são agregados neste segmentos, e por fim a própria operação com empresas de gestão nas operações da hotelaria, da gastronomia, de eventos, de entretenimento, de limpeza, de segurança, de tecnologia,  de jogos entre outros e todos seus insumos e contratações para sua operação”, destaca Omori, acrtescentando que “além de considerar que também teremos investimentos do mercado interno da ordem de bilhões de reais que serão agregados aos citados acima do internacional”.

“Dentro deste cenário, desde o investimento inicial até a operação em todo o processo serão gerados empregos na casa de milhões ou provavelmente mais de uma dezena de milhões, ativando a grande maioria dos segmentos econômicos do país, além de gerar bilhões de reais em impostos, em todos os segmentos da economia, e sabemos que a máquina pública esta quebrada”, diz Omori, afirmando que “”se trabalharmos o turismo e os jogos/cassisno, colocando-os de fato como política pública econômica para gerar emprego, trabalho, investimento, renda e divisas; realmente poderemos ter recursos para aplicar na educação, segurança e saúde que são as bases da sociedade”.

(Aldo Shiguti)

Comentários
Loading...