HAICAI BRASILEIRO: Pardal de inverno – Ipê-rosa – Coriza

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.
Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.
Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.
Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000 São Paulo-SP
E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br


TEMAS DE AGOSTO

Pardal de inverno – Ipê-rosa – Coriza

Na frente da escola,
o guri limpa a coriza
com um lenço sujo.
Antonio Seixas
Magé, RJ

No meio da rua
de velhos prédios em ruínas –
Brilha o ipê-rosa
Benedita Azevedo
Magé, RJ

de discreto canto
voa o pardal de inverno
sem deixar saudades
Carlos Viegas
Brasília, DF

O verde mais frio.
A visão dos ipês-rosas
ao descer a serra…
Cristiane Cardoso
São Paulo, SP

tempos de pandemia –
as pessoas se afastam
do senhor com coriza
Daniel Morine
Santos, SP

Vento repentino
sacode os galhos do ipê-rosa –
Chão com novas cores
George Goldberg
Londres, Inglaterra

Aquecer-se ao sol
nas antenas do telhado.
Pardal de inverno!
Irene Fuke
São Paulo, SP

Meio à brincadeira
menino com coriza –
Corre pelo pátio
Jô Marcondes
Irati, PR

Pardal de inverno –
Na cerca inacabada
pousa solitário
Jô Marcondes
Irati, PR

um pouco de sol
por entre galhos e ramos
ah, flor de ipê-rosa
José Marins
Curitiba, PR

pátio ensolarado –
pousa em busca de calor
pardal de inverno
Madô Martins
Santos, SP

Ninguém nessa praça –
Somente o vento a soprar
flores do ipê-rosa.
Mahelen Madureira
Santos, SP

Na mesa ainda posta,
cata farelo de pão
Pardal de inverno
Matusalém Dias de Moura
Iúna, ES

Limoeiro no quintal
Da bolinha de penas vem o piado
pardal de inverno
Murilo S. Romeiro
S. José dos Campos, SP

Vento no ipê-rosa –
A senhora estende as mãos
ao sol e às flores
Regina Alonso
Santos, SP

Ah, essa coriza,
Todo dia um pro médico!
Diz a mãe de cinco.
Reneu Berni
Goiânia, GO

Dias de beleza –
Ipês-rosas florescidos
Encantam os olhos.
Reneu Berni
Goiânia, GO

Saída da fábrica –
Ninguém tem olhos pra ver
o ipê-rosa em flor.
Zekan Fernandes
São Paulo, SP

Temas de outubro (postar até 10 de setembro)
Canário-da-terra – Agrião – Plantar café

Temas de novembro (postar até 10 de outubro)
Céu de primavera – Tié-preto – Cacau

Comentários
Loading...