Haicai Brasileiro: Haicai e a questão da estética (13)

Quando da composição de haicai, ao se utilizar o kigô como instrumento central de inspiração, aquilo que o contorna podem ser elementos complementares em sua arquitetura temática. Nesse caso, o papel que o kigô exerce é fundamental; deve ser ao mesmo tempo exteriorizado e interiorizado. Na forma que adotamos, não existe a possibilidade de um kigô estar presente de maneira implícita. Se alguém disser que existe um kigô oculto, não é a maneira como entendemos. Entretanto, as emoções podem estar presentes na composição de maneira oculta: a tristeza, a melancolia, a alegria, a ironia, a saudade… Quer dizer, o kigô remete-nos a uma sensação. Diretamente não se fala sobre ela, mas sugere.

Sendo desta forma, o kigô desempenha o papel de coração do haicai e o restante são componentes com a sua devida importância. Para que esta composição tenha tal formato, é preciso prática constante. Há que se dominar a linguagem, bem como conhecer as emoções a serem manifestas. Emoções estas verdadeiras, que surjam da experiência de cada um.

Comentários
Loading...