HAICAI BRASILEIRO: Gralha azul – Quiabo – Sexta-feira Santa

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.
Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.
Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.
Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000 São Paulo-SP
E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br


TEMAS DE ABRIL
Gralha azul – Quiabo – Sexta-feira Santa

Na esquina de casa,
um velho agricultor
vende seus quiabos.
Antonio Seixas
Magé, RJ

Guarda a refeição
enterrada em velhos troncos…
A gralha azul.
Benedita Azevedo
Magé, RJ

Caminho do zoo…
Em formação lá no céu
as gralhas-azuis.
Cristiane Cardoso
São Paulo, SP

sobrevoam a mata –
bando de gralhas-azuis
no céu limpo
Daniel Morine
Santos, SP

na ponta d’um galho
sobressai a cor do céu
uma Gralha-Azul
Elisa Campos
São Paulo, SP

Sempre na mesma hora
na cerca do milharal –
Gralha-azul descansa
George Goldberg
Londres, Inglaterra

Voos incessantes
Ninhada das gralhas-azuis
entre araucárias.
Irene Fuke
São Paulo, SP

Visita ao sítio
na cestinha da neta –
Quiabo colhido
Jô Marcondes
Irati, PR

Hora do almoço –
Na marmita do peão
só feijão com quiabo.
Mahelen Madureira
São Paulo, SP

Domingo feliz
vejo da minha janela
quiabo no chão.
Mário Azevedo Alexandre
São Vicente, SP

Céu sem gralha-azul.
O cinza onde havia o verde,
os tempos sombrios.
Mário A. J. Zamataro
Curitiba, PR

Na varanda da casa
Gralhas- azuis acordam
hóspedes caninos
Natália Yamane
Brasília, DF

Cesto de quiabos –
Os melhores escolhidos
vão no refogado
Regina Alonso
Santos, SP

Sexta-feira Santa –
Família em volta da mesa
agradece o pão
Regina Alonso
Santos, SP

Com o seu binóculo,
Observa gralhas-azuis
O velho ornitólogo.
Reneu Berni
Goiânia, GO

almoço termina –
o prato com quiabo
nem foi tocado
Rose Mendes
Ilhabela, SP

fim das colheitas
se compraz o agricultor:
franguinho com quiabo
Severino José
Goiânia, GO

Sexta-feira Santa –
Mais um tocador de tuba
chega à procissão.
Zekan Fernandes
São Paulo, SP

Temas de maio (postar até 10 de abril)
Rocio – Café maduro – Dia do Trabalho

Temas de junho (postar até 10 de maio)
Frente fria – Relva seca – Santo Antônio

Comentários
Loading...