HAICAI BRASILEIRO: Gralha azul – Quiabo – Sexta-feira Santa

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.
Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.
Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.
Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000 São Paulo-SP
E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br


TEMAS DE ABRIL
Gralha azul – Quiabo – Sexta-feira Santa

Manhã de domingo –
Na promoção do mercado
sacas de quiabo.
Antonio Seixas
Magé, RJ

Sexta-feira Santa –
O jejum obrigatório
pra toda a família.
Benedita Azevedo
Magé, RJ

Com água na boca…
Para a Sexta-feira Santa
o peixe no forno.
Cristiane Cardoso
São Paulo, SP

Sexta-feira Santa
família budista almoça –
Dia de reflexão
Daniel Morine
Santos, SP

Sexta-Feira Santa –
com o meu jeito de rezar
Jesus renasce?
Elisa Campos
São Paulo, SP

Cheia de presentes
família chega de longe –
Sexta-feira Santa
George Goldberg
Londres, Inglaterra

Mudança dos tempos –
músicas sacras no olvido.
Sexta-feira Santa!
Irene Fuke
São Paulo, SP

A gralha-azul –
Entre os velhos galhos
espia o ninho
Jô Marcondes
Irati, PR

Sexta-feira Santa…
Na mesa da família
nada de carne.
Mahelen Madureira
São Paulo, SP

Nos galhos trançados
rodeados pelas nuvens
vi gralha azul.
Mário Azevedo Alexandre
São Vicente, SP

Sexta-feira Santa.
O moleque endiabrado
agita a cozinha.
Mário A. J. Zamataro
Curitiba, PR

Sexta-feira Santa –
Um filho come peixe
pela primeira vez
Natália Yamane
Brasília, DF

Bando de aves
abre as asas cor do céu –
Gralhas-azuis
Regina Alonso
Santos, SP

A missa lotada,
Muitos fiéis sem assento –
Sexta-feira-santa.
Reneu Berni
Goiânia, GO

árvores altas –
de qual delas vem o grito
da gralha-azul?
Rose Mendes
Ilhabela, SP

o canto roxo
de uma galha azul
manhã outonal
Severino José
Goiânia, GO

Prato predileto
Avó prepara p’ra hoje
Quiabo com frango…
Yone
São Paulo, SP

Voam sobre a serra
para nunca mais voltar
as gralhas azuis.
Zekan Fernandes
São Paulo, SP

Temas de junho (postar até 10 de maio)
Frente fria – Relva seca – Santo Antônio

Temas de julho (postar até 10 de junho)
Noite gélida – Salgueiro sem folhas – Ceroula

Comentários
Loading...