GOIÁS: Com 18º Bon Odori, Associação Nipo-Brasileira de Goiás quer transmitir mensagem de superação

Grupo Kyoushin Daiko, da Associação Nipo-Brasileira de Goiás: Bon Odori espera cerca de 800 pessoas (divulgação)

Depois do enorme sucesso na capital paulista, onde protagonizou, em fevereiro deste ano, no Grande Auditório do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – lotado, diga-se de passagem, o Show da Imigração Japonesa em prol do Ikoi-no-Sono, o Grupo Yuugen – formado pelos artistas Isa Toyota, Takeshi Nishimura, Paula Hirama e Sergio Tanigawa, além do produtor Fabio Toma – volta ao palco da Associação Nipo-Brasileira de Goiás (ANBG), onde esteve no ano passado numa homenagem especial ao Dia das Mães.
Desta feita, para um desafio e tanto: preparar um show especial para contar a história da imigração japonesa mas dentro de um contexto atual, o que significa falar da pandemia e as mudanças de comportamento que vieram com ela. A missão ganha ainda mais importância se levarmos em conta que o evento, o Bon Odori 2020 – Festival de Música, Dança, Culinária e Artes Japonesas, que acontece nesta sexta e sábado (dias 18 e 19), no Clube Kaikan, no Setor Itatiaia, das 19h30 às 23h, está sendo considerado um marco, pois será realizado no formato Drive-In, onde o público poderá participar do evento de dentro de seus veículos – os organizadores esperam receber 220 veículos (ou cerca de 800 pessoas) nos dois dias.

Expectativa – Para o evento, foi montado um palco de 60 m² e um telão principal de 108 m² (12 x 9 m), além de 2 telões auxiliares. O som será instalado em todo o ambiente, com possibilidade de sincronização via frequência de rádio dentro dos veículos. “A expectativa é a de que o nosso esforço valerá a pena e que conseguiremos transmitir uma mensagem de superação para toda a comunidade”, explica o presidente da ANBG, Marco Túlio Toguchi, lembrando que o Bon Odori é o maior evento da cultura japonesa no estado e consta no calendário oficial do Município de Goiânia, sendo considerado um dos principais eventos culturais de Goiás.
Segundo ele, foram adotadas todas as normas de segurança conforme legislação e decretos vigentes, como distanciamento entre veículos, utilização de equipamentos individuais de segurança e álcool em gel para colaboradores e voluntários, entre outras medidas.
Além disso, os convidados só poderão sair dos veículos para irem ao banheiro, utilizando-se de máscara de proteção. No palco, as atrações terão um número reduzido de pessoas e apenas os cantores estarão sem máscaras.

Takeshi Nishimura, Paula Hirama, Isa Toyota, Sergio Tanigawa e Fabio Toma (divulgação)

Atrações – O público presente e o virtual contarão com apresentações dos grupos de “Taiko Kyoushin Daiko” e do “Yuugen Group” de São Paulo. Produzido especialmente pelo produtor Fábio Toma e os artistas Sérgio Tanigawa, Takeshi Nishimura, Isa Toyota e Paula Hirama, o show especial do Bon Odori 2020 terá música, odori tradicional, matsuri dance e taiko, além de uma homenagem às vítimas do covid-19.
Isa Toyota conta que a ideia era apresentar algo diferente do Show da Imigração Japonesa, que foi apresentado pela primeira na Universidade Estadual da Bahia (Uneb), em 2016, e de lá para cá passou por Campinas (Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas), Itu (Parque Maeda), Lins (Blue Tree), Ikoi-no-Sono, Festival do Japão, Mogi das Cruzes (Bunkyo), Piracicaba e Ribeirão Preto e Vinhedo, e também em outros Estados: Goiás (Goiânia); Pará (Tomé Açu, Santa Izabel do Pará e Belém); Rio de Janeiro (Rio e Niterói) e Bahia (Salvador). Somente no Hotel Taiyo, em Caldas Novas (GO), foram 13 vezes.
Apesar de ter marcadomuito positivamente, Fábio Toma explica que “a pegada” não será a mesma daquela do Bunkyo. “Tivemos uma reunião com a Embaixada e chegamos a conclusão que teríamos que apresentar algo diferente, pois muita gente já viu o Show da Imigração Japonesa e, até por conta da pandemia, não teremos o mesmo número de participantes no palco”, diz Toma, destacando que tudo levou levou à concepção de um novo espetáculo, cujo pano de fundo será o Bon Odori da ANBG mas com intervenções bem atuais.
Assim, um diálogo vai levar o público para antes da pandemia, ainda no Bon Odori de 2019. E vai lembrar que em 2020 coisas normais iriam acontecer, como os Jogos Olímpicos de Tóquio e até comemorações em família. “Mas como sabemos, nada disso aconteceu”, conta Toma. Será a deixa para se falar do primeiro caso de covid-19 e dos fechamentos dos kaikans. “Mas vamos falar também que é preciso se reivintar, que é preciso termos esperança e voltar a sonhar mesmo diante dos problemas”, explica Fábio Toma, acrescentando que também para os artistas que estarão no palco será uma experiência inédita.
“Eles não estarão sentindo a reação das pessoas, já que estarão vendo veículos. Por isso, a ideia é fazer com que haja uma interação”, diz Toma. “Nunca imaginei esta situação, aliás, ninguém esparava estar passando por isso. Mas é o que temos e de alguma forma essa situação está nos ensinando que temos que mudar”, explica Isa Toyota, que elogia a iniciativa da ANBG.

Embaixador Yamada, Jadir Matsuy, Marco Túlio Toguchi (divulgação)

Exemplo – A própria associação, que tem à frente o jovem Marco Túlio Toguchi, pode ser considerado um exemplo a ser seguido. Mesmo diante da pandemia, Marco Túlio conta que “não paramos as atividades, pelo contrário, incluímos no calendário eventos que não estavam previstos”. “Tivemos um aumento de 12% de adimplência na taxa de manutenção, mesmo com a sede fechada”, diz Marco Túlio, para quem “a idade do presidente não é relevante”. “Mas considero muito importante que existam jovens e pessoas mais experientes exercendo a gestão, pois se completam”, disse ele ao Jornal Nippak.

Serviço – O ingresso custa R$ 220 (por dia e por veículo de passeio e estão à venda exclusivamente na Loja Missê (Av. T-2).
Cada ingresso dá direito a acesso de um veículo de passeio, com até 5 pessoas, incluso um combinado especial contendo: Uma porção de hot philadelphia; uma porção de gyoza; uma porção de tempura de legumes; e uma porção de karaguê.
Outros pratos típicos como sushi e sashimi serão vendidos no dia do evento, através de aplicativo personalizado.
Formas de pagamento: cartão de crédito/débito e dinheiro.
A live será transmitida através das mídias digitais da Embaixada do Japão (Facebook e   canal do You Tube)
Mais informações: (62) 3921-5805 / 98430-2759

Comentários
Loading...