FALECIMENTO: Presidente de honra da UCGB, Toru Hondo falece aos 87 anos

Toru Hondo, ex-presidente da União dos Clubes de Gueitebol do Brasil (Facebook/Marco Túlio Toguchi)

Faleceu nesta segunda-feira, 29, em São Bernardo do Campo, o ex-presidente e atual presidente de honra da União dos Clubes de Gueitebol do Brasil (UCGB), Toru Hondo, aos 87 anos de idade. Nascido em 14 de outubro de 1932, na cidade de Nagano, província de Nagano, no Japão, Toru Hondo presidiu a UCGB por 14 anos e a União Sul-Americana por 12 anos, além de ter sido diretor da World Gateball Union por 16 anos.
Filho de Ruino Hondo e Kunita Hondo, casou-se com Yukie, filha de Hisashi Yokoya, com a qual teve quatro filhos: Jorge Kikuo, Cristina Mitie, Regina Kunie e Marcos Fujio.
Chegou ao Brasil em 1954, estabelecendo-se em sua granja na Colônia Mizuho em São Bernardo do Campo, onde permaneceu por 10 anos, como gerente.
Em 1965, efetuou a construção de sua residência dentro da propriedade de Yokoya e adquirindo, posteriormente, a propriedade atual de 3,5 alqueires onde se dedicou à atividade hortigranjeira. Em 1971 fundou o Abatedouro Avícola, o qual administrou até a venda em 1980. Em 1981 fundou a empresa Hondo e Filhos Ltda, onde produzia bloco, laje, rimobloco e outros artefatos de cimento.
Em 1968 associou-se á Colônia Mizuho (atual Associação Cultural de Mizuho), exercendo o cargo de Diretor Esportivo por 3 gestões. Em 1975 assumiu o cargo de secretário geral e em 1981 foi eleito vice-presidente. Em 1984 assumiu a Presidência e em 1985, como presidente, comandou os festejos comemorativos do 50º Aniversário de Fundação da Colônia Mizuho e em 1986 fundou a Mizuho Gate Ball.
Em 1997 assume como presidente da União dos Clubes de Gueitebol do Brasil – cargo que exerceu até 2010 – e dá início às obras do Estádio de Gueitebol nas dependências do Centro Esportivo Municipal de Jabaquara, em abril de 1997, inaugurado em julho de 1998, sendo o único estádio exclusivo para a prática da modalidade no mundo.
Em 1990 assumiu a presidência do Conselho da União Sul-Americana de Gate Ball (Union Sudamericano del Gateball) exercendo-a por 6 gestões e em 1999 assumiu a Presidência. Foi Presidente da Comissão Executiva nos 5º, 6º e 7º Campeonato Sul Americano de Gate Ball e foi Membro da Diretoria da Associação Cultural e Recreativa Nagano Kenjin do Brasil.

Outros cargos – Ocupou ainda os cargos de diretor da Associação Cultural Recreativa Nagano Kenjin do Brasil, Presidente da Mizuho Gate Ball, Presidente da União dos Clubes da Gate Ball do Brasil, Presidente da Union Sudamericana del Gateball, Diretor da World Gateball Union, Membro da Comissão Internacional de Homologação de Árbitros da União Mundial de Gate Ball (representante da Região Sul Americana) e Árbitro Internacional de Gate Ball.
Em 2000, numa iniciativa do então vereador Hiroyuki Minami, foi homenageado pela Câmara Municipal de São Bernardo do Campo com a medalha “João Ramalho”, honraria entregue durante a realização de sessão solene convocada em homenagem aos Imigrantes Japoneses e seus Descendentes daquele ano.

Comentários
Loading...