FALECIMENTO: Morre Professor Eitaro Yamane, um dos fundadores e 1º presidente da Abmon

Professor Eitaro Yamane

A Abmon – Assciação dos Ex-Bolsistas do Governo Japonês Monbukagakusho – comunica o falecimento do Professor Eitaro Yamane, ocorrido no último dia 17 de agosto.
Professor Titular da Escola Politécnica da USP, Eitaro Yamane esteve à frente na fundação da Abmon em 1993, tendo sido o seu primeiro Presidente; e desde 1997, ocupava o cargo de Presidente Emérito. Foi bolsista do governo japonês de 1967 a 1969 na Universidade de Tokyo, onde realizou pesquisa. Em gratidão à bolsa e movido pela intensificação das relações Brasil-Japão especialmente no âmbito acadêmico, além de liderar os trabalhos para a fundação da Abmon, veio ao longo dos anos prestando importante ajuda ao Consulado Geral do Japão em São Paulo na seleção e preparação dos novos bolsistas Mext.
Na nota assinada pelo presidente Oswaldo Horikawa, a Abmon destaca que o Professor Eitaro Yamane, respeitado por sua elevada capacidade acadêmica, dedicou-se à carreira na Escola Politécnica da USP com diligência e firmeza, e conduziu a Abmon com essa mesma dedicação. “A existência, a união e, principalmente, o respeito que a Abmon conquistou nesses 30 anos desde a sua fundação, se deve ao incansável empenho do Professor Eitaro Yamane”, diz o comunicado.
Além de informar esse triste passamento, a Abmon deseja registrar a inestimável perda, desejando o descanso eterno desse professor que conduziu os primeiros passos da associação, além de solicitar a todos os membros que se juntem em um momento de reflexão em agradecimento a essa grande figura tão importante a todos.

Politécnica – A Escola Politécnica da USP também soltou um artigo dedicado ao professor com o título “Professor Eitaro Yamane – 55 Anos de Dedicação ao Ensino da Engenharia no Brasil”. Assinado por Jurandir Itizo Yanagihara e Silvio de Oliveira Junior, a matéria destaca que, “ao longo de mais de cinco décadas de exemplar dedicação à Escola Politécnica, o Professor Eitaro Yamane foi uma referência de engajamento institucional e um modelo de devoção ao ensino de engenharia, e que sua morte, “repentina, deixa um sentimento de tristeza em todos nós que o admirávamos”.
Para ler o artigo na íntegra, acesse (https://www.poli.usp.br/noticias/nossa-opiniao/41768-professor-eitaro-yamane-55-anos-de-dedicacao-ao-ensino-da-engenharia-no-brasil.html )

Comentários
Loading...