EX-BOLSISTAS DO GAIMUSHO KENSHUSEI: Em formato online, 17º Encontro Latino-Americano supera expectativas

Participantes das Rodas de Conversa (reprodução)

Previsto inicialmente para ser realizado em maio e posteriormente adiado para novembro ainda com expectativas de acontecer presencialmente, o 17º Encontro Latino-Americano de Ex-Bolsistas do Gaimusho Kenshusei acabou seguindo a tendência atual e foi adaptada para a versão online, de forma gratuita e com uma programação híbrida, com atividades exclusivas para ex-bolsistas de todos os países e abertas ao público.
Realizado de 3 a 5 de novembro pela Associação Latino-Americana de Ex-Bolsistas do Gaimusho com apoio da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Gaimusho Kenshusei, a primeira edição virtual do encontro bienal – o último foi realizado em 2018, em Lima, no Peru – contou com a participação da Argentina, Bolívia, Chile, Cuba, Paraguai, México, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela que compõem a associação latino-americana.
Segundo o presidente da ALAExG, Kihatiro Kita, que passou o cargo para Mika Nishijima, do Paraguai, em agosto ainda pairava alguma dúvida sobre o formato do evento. “Mas não poderíamos realizar um evento que colocasse em risco tanto os participantes como os organizadores. Daí a nossa opção pelo formato online”, disse Kita, explicando que, depois, foi se debruçar sobre qual seria a dinâmica.
“E achamos que a participação dos jovens seria fundamental”, disse ele, acrescentando que o atual diretor cultural da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas, Alexandre Kawase – que acabara de ajudar a organizar a live em comemoração ao Dia Internacional do Nikkei –, foi o nome escolhido para encabeçar a coordenação. “Demos carta branca para ele”, disse Kita
E Alexandre Kawase correspondeu as expectativas. Ou melhor, superou – como se costuma dizer.
A programação contou com a participação de cinco Consulados do Japão no Brasil, onze embaixadores e do vice-ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Takashi Uto, entre outras autoridades.
No total, foram mais de 300 inscritos. “Se fosse presencial, teríamos cinco países participantes e, até decidirmos pelo formato online, tínhamos recebido 110 inscrições”, conta Tério Uehara, presidente da Associação Brasileira, afirmando que a organização já havia planejado toda logística, incluindo hotéis e passeios – estavam programados visitas ao Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, Japan House São Paulo, Pavilhão Japonês e Parque Ecológico Imigrantes, entre outros.

Encontro com Embaixadores – Presença de 11 Embaixadores do Japão de países da América Latina (reprodução)

Cuba – Além da quantidade de inscritos – para se ter uma ideia, a 16ª edição reuniu cerca de 50 participantes – outro aspecto positivo foi a participação de países como Cuba e Uruguai. “Através de troca de informações, ficamos sabendo que no grupo de 2018 havia um bolsista cubano, Toshi Tsuhaku, e uma uruguaia, Gabriela Haruta”, explica Tério, afirmando que a versão online também proporcionou a realização de um evento inédito e exclusivo para ex-bolsistas, o Encontro com 11 Embaixadores, uma oportunidade que os ex-bolsistas tiveram para interagir com os embaixadores de seus países.
Igualmente aplaudidos foram as Rodas de Conversa – que teve como tema: “O que os jovens estão planejando para o futuro da comunidade nikkei?” – e o bate-papo com os primeiros bolsistas Gaimusho Kenshusei de 1965: Kazuo Watanabe (Brasil) e Rodolfo Sakata (Peru).

Bate-papo com primeiros ex-bolsistas de 1965 Kazuo Watanabe e Rodolfo Sakata, do Peru (reprodução)

Família Machida – Como atividades abertas para o público, destaque para a palestra com a família Machida, do lutador de MMA, Lyoto Machida (Lyoto, Kenzô, Chinzô, Take, Yoshizo) e o Painel de Relações Internacionais com o Japão, que reuniu o atual embaixador do Japão na Argentina, Takahiro Nakamae, a produtora de conteúdos, Piti Koshimura, e o diretor de marketing na Google Japan, Kenitiro Muto.

Homenagens – Foram prestadas três homenagens, sendo duas pela ALAExG, com a entrega do Prêmio “Manuel Kawashita” ao embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e o Prêmio “Roque Komatsu” a Mika Nishijima, que assumiu a presidência da ALAExG e terá a missão de organizar a edição de 2022, em Assunção, no Paraguai. Já pela Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Gaimusho foi entregue o Prêmio “Mário Osassa” ao presidente da Fundação Kunito Miyasaka, Roberto Nishio.

Livro – De acordo com Kita, Encontro deve resultar na publicação de um livro a ser lançado no início de 2021, com o relato de todas as atividades.
Tério Uhara destaca ainda que uma das inovações foi a tradução simultânea em português e espanhol, nos três dias de evento. Segundo Tério, que assumiu a presidência da Associação Brasileira em julho, “pode não parecer, mas realizar um evento online dá despesa e muito trabalho. “São detalhes que podem fazer todo um esforço ir por água abaixo”, diz, explicando que também na Associação Brasileira teve que adaptar as atividades da entidade para esta nova realidade.

Tério Uehara, Kihatiro Kita e Alexandre Kawase
Comentários
Loading...