ERIKA TAMURA: Ministro da Justiça e esposa são presos no Japão

Katsuyuki Kawai e sua esposa Anri, foram presos na semana passada, em Tóquio, com suspeita de compra de votos. Kawai é ex-ministro da justiça no Japão, e sua esposa é parlamentar.
Procuradores de Tóquio, em um comunicado oficial, disseram que Katsuyuki Kawai e sua esposa, pagaram 1,7 milhão de ienes (cerca de 17 mil dólares) a cinco pessoas no ano de 2019, a fim de garantir uma cadeira na eleição para Anri. Em outra acusação, Kawai teria dado cerca de 24 milhões de ienes (cerca de 240 mil dólares) a pessoas que garantiram a sua eleição, pessoas essas que não foram identificadas.
O ex-ministro nega a acusação, e sua esposa permanece em silêncio, por orientação de seu advogado.
Tudo isso aconteceu em meio a uma crise de popularidade do primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe. Abe, vem recebendo severas críticas pelo seu posicionamento diante da pandemia, além da tentativa de estender a idade de aposentadoria de procuradores.
Com isso, Abe veio a público e pediu desculpas. Lamentou que parlamentares de seu partido tenham sido presos, além do mais, Abe sentiu isso como um golpe, pois sabe da sua responsabilidade na nomeação de Kawai para o ministério.
A mídia e a oposição estão com marcação cerrada em cima do premiê japonês, afinal a campanha política de Anri, recebeu muito dinheiro do partido. Dinheiro esse que todos perguntam se, foi usado na compra de votos. Abe, por sua vez, passou a pergunta para o secretariado de seu partido, que negou todas as acusações, argumentando que a auditoria no partido é bem rigorosa.
Na minha opinião, a prisão de Kawai é mais um problema para o Abe resolver, em meio a tantos outros problemas, ainda mais no momento em que estamos vivendo.
Eu, como toda brasileira, sei o quão isso é normal na política do Brasil. E se olharmos os valores, veremos que a acusação, gira em torno de valores baixos, mas como isso tudo aconteceu na política do Japão, o valor não importa. E sim, o ato em si.
Poderia ser centavos, ou bilhões, a punição existe indiferentemente, afinal, o ato é que estará em julgamento.
Enfim, prevejo mudanças políticas no Japão, pois percebo um primeiro ministro cansado, super competente, porém cansado da sua imensa responsabilidade. E que, no momento mais difícil, não se acovarda, pois chama para si a responsabilidade do momento, com muita hombridade.
Vamos aguardar os próximos capítulos.

Comentários
Loading...