Em Shinnenkai da Associação Brasileira, cônsul Kusunoki exalta ‘dinamismo da comunidade’

Jairo Uemura, Kihatiro Kita, cônsul Akira Kusunoki e Tério Uehara no momento do brinde

Passados 12 anos da celebração do Centenário da Imigração Japonesa, a comunidade japonesa não perdeu o fôlego, ao contrário, ganhou ainda mais dinamismo. Pelo menos na opinião do cônsul adjunto, Akira Kusunoki. Ele destacou, em especial, o trabalho da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Ministério dos Negócios Estrangeiros “Gaimusho Kenshusei”. “É a segunda vez que sirvo no Consulado Geral do Japão em São Paulo. A primeira foi entre 2005 e 2008, por ocasião das comemorações do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil e, comparada à aquela época, sinto que a comunidade japonesa, sobretudo o Gaimusho, está mais dinâmico e, com isso, nós do Consulado sentimos que estamos mais pertos da comunidade”, disse Kusunoki durante o Shinnenkai (confraternização de início de ano) do Gaimusho Kenshusei.

O cônsul lembrou que esse sistema de bolsa sofreu uma interrupção e foi retomada em 2013 pelo atual embaixador do Japão Akira Yamada quando ainda era diretor geral do Departamento para a América Latina do Ministério dos Negócios Estrangeiros. “Em 2014, com a visita do primeiro-ministro Shinzo Abe, as relações ficaram ainda mais intensas”, disse Kusunoki, que solicitou ainda à associação que acolha os dois novos membros, Fernanda Gushiken e André Kondo, que embarcaram esta semana para o Japão.

Realizado no último dia 21, na zona Sul de São Paulo, o evento contou ainda com a presença do presidente da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo) e ex-deputado federal, Walter Ihoshi. Na ocasião, o presidente Jairo Uemura lembrou que este ano promete ser muito agitado e citou, entre outas atividades, o 17º Congresso Latino-Americano do Gaimusho Kenshusei, que será realizado de 15 a 17 de maio deste ano, em São Paulo, com a participação de kenshuseis da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, México, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

O presidente da Comissão Organizadora, Kihatiro Kita, explicou que a ideia é proporcionar aos participantes um evento histórico. “Para isso esperamos contar com a colaboração de todos para fazer deste Encontro um evento memorável”, disse ele, acrescentando que a comissão está tendo todo o respaldo do próprio Consulado, da Embaixada do Japão no Brasil e também do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), além do governo japonês através do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

“Mas de nada adiantará todo o nosso esforço se não tivermos público. Por isso, o quanto antes as pessoas se inscreverem, melhor”, solicitou Kita, lembrando que, até o momento, se inscreveram mais de 90 pessoas. Kusunoki antecipou que o Consulado quer colaborar de alguma forma e colocou a Residência oficial à disposição para recepcionar os convidados.

Por fim, Jairo Uemura parabenizou Cristina Sototuka, recém-eleita presidente da Associação de Ikebana do Brasil, e o jurista Kiyoshi Harada, um dos Condecorados de Outono de 2019 do Governo Japonês com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com laço.

(Aldo Shiguti)

 

 

 

Comentários
Loading...