DIPLOMACIA: Embaixador do Japão promove jantar pelo Dia das Forças de Autodefesa

O embaixador com os convidados, entre eles, o general Augusto Heleno, ministro-chefe do GSI (divulgação)

O embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, promoveu, no último dia 23, na Residência Oficial, em Brasília, jantar em comemoração ao Dia das Forças de Autodefesa do Japão, com a presença de ilustres autoridades da área da defesa e segurança brasileiras. O evento em questão, realizado em substituição à tradicional Recepção pelo Dia das Forças de Defesa – que foi cancelada neste ano em função da pandemia da Covid-19 – contou com a presença do general da reserva Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; general Edson Pujol, comandante do Exército Brasileiro; tenente-brigadeiro Marcelo Damasceno, chefe do Estado-Maior da Aeronáutica; general-de-Exército José Luiz Dias Freitas, comandante de Operações Terrestres do Exército Brasileiro; general-de-Exército Décio Luís Schons, chefe do Departamento de Ciência eTecnologia do Exército Brasileiro; entre outros, totalizando 10 convidados. Esteve presente também o Adido de Defesa do Japão, coronel Shigeki Kanai.
A Embaixada do Japão informou que, para a organização do jantar, foram tomadas todas as medidas de distanciamento social e que o evento teve o intuito de fortalecer a relação nipo-brasileira na área da segurança e defesa.

Parceiros – Antes do jantar, o embaixador Akira Yamada proferiu um breve discurso de saudação no qual destacou os 125 anos de relações diplomáticas entre os dois países e os esforços do Japão em “trilhar resolutamente o caminho de uma nação pacifica, contribuindo positivamente em prol da paz e da estabilidade internacionais, sob o conceito da ‘Contribuição Proativa para a Paz’, baseada nos princípios da cooperação internacional”.
Akira Yamada disse que “o mundo inteiro está sendo impactado pela pandemia da Covid-19” e enalteceu seu desejo de “fortalecer ainda mais o intercâmbio nipo-brasileiro na área da defesa e segurança”. Segundo ele, o mundo hoje vive em uma era em que “um determinado problema imediatamente se espalha para o mundo inteiro”. “Os esforços de um único país não são suficientes para a garantia da segurança da sociedade e do próprio país”, afirmou o embaixador, acrescentando que Japão e Brasil “são parceiros estratégicos globais que compartilham de valores fundamentais, como a Democracia, o respeito aos Direitos Humanos e o Estado de Direito”.
‘Na área da segurança e defesa, desde a vinda do primeiro adido de defesa nesta embaixada, há seis anos, o intercâmbio entre Japão e Brasil evoluiu, e tenho a certeza de que essa relação irá avançar ainda mais daqui em diante”, disse Akira Yamada, que reiterou seus agradecimentos “pelo caloroso apoio e colaboração dos militares brasileiros em prol do fortalecimento da cooperação na área de segurança e defesa”
“Em julho último, chegou ao Brasil o Coronel Kanai, como terceiro adido de defesa do Japão no Brasil. Com o contínuo apoio de cada um dos senhores, espero poder fortalecer cada vez mais o relacionamento bilateral”, finalizou.

Jantar teve o intuito de fortalecer as relações entre os dois países (divulgação)

Cooperação – Discursando em nome de todos os generais presentes, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Augusto Heleno disse que todos se sentiam muito honrados com o convite para o jantar em celebração ao Dias das Forças de Autodefea do Japão, e endossou as palavras do embaixador, segundo o qual doravante a cooperação nipo-brasileira na área de defesa e segurança deverá se fortalecer.

Orgulho – Enfatizou que o Brasil e o Japão têm uma longa história de cooperação e amizade, através dos laços humanos e culturais, representados pela presença da comunidade nipo-brasileira, que tem contribuído significativamente para o desenvolvimento do Brasil.
O ministro disse que trazia os cumprimentos do presidente Jair Bolsonaro e a sua mensagem de agradecimentos à comunidade nipo-brasileira e a todos os japoneses que escolheram o Brasil e que tanto têm contribuído para o país.
E concluiu seu discurso afirmando que que a comunidade nipo-brasileira é motivo de orgulho para todos os brasileiros.

Comentários
Loading...