Customizar a vara de pesca, vale ou não a pena?

Cada vez mais o pescador se especializa, e porque não montar uma nova ou remontar uma vara antiga.
Por Mauro Yoshiaki Novalo
Palavras muito escutadas atualmente: customizar, turbinar, tunar… o processo de customização vale para tudo: sejam carros (trocando por motores mais potentes, pinturas com cores exclusivas); na sua casa; onde você escolhe sofá, TV no tamanho e modelos preferidos; ou eletrodomésticos em formatos peculiares. Assim vale para tudo! Os fabricantes entenderam esta tendência e a toda hora, lançam produtos para tentar atender esta demanda.
Como um calçado ou roupa, cada um sabe o que melhor veste, é gosto pessoal. Da mesma forma é a vara de pesca, onde se pode preferir determinado tipo de cabo, passadores sic ou com anel de titânio, optar por ter menor ou maior comprimento de blank, ser de ação média ou rápida etc.
A customização vem para atender esta fatia de pescadores que gostam de ter tralha diferenciada. O custo final dependerá do material utilizado e mesmo reaproveitando o blank antigo, o valor vai ultrapassar e muito o preço original. Assim, montar tudo novo ou reutilizar parte do material antigo vai ficar a critério e conforme disponibilidade do bolso de cada um.
Pescadores mais exigentes, sejam de bait, fly fishing ou tenkara, com isca natural ou artificial, adotaram o processo, e a vara passou a ser mais um item que pode ser montado de acordo com sua conveniência. Uma ação mais lenta ou rápida para determinada modalidade, são informações passadas ao montador que vai determinar o blank que melhor atenderá esta condição.
Muitos aproveitam a revisão para já adequá-la de forma a combinar com seu estilo de pesca. Numa pescaria de jigs, quem prefere carretilha poderá achar melhor trabalhar com uma “torqued flex” – que tem parte dos passadores montados como os da vara para molinete, para ficar em posição considerada ideal no momento de trabalhar a isca e brigar com o peixe.
A montagem atenderá seu jeito de pescar, sempre respeitando critérios técnicos, para que na hora da “H”, tenha um produto que atenda de forma criteriosa para melhorar sua performance e ter os resultados esperados. Esta é a razão para gastar muito mais do que seria, caso comprasse na loja, isto considerando que muitas já tem montagens direcionadas para atender algumas situações, mas sempre de forma padrão que dificilmente conseguiriam atender especificamente a vontade de cada um.
O pescador deseja além de ter uma peça exclusiva, algo que realmente faça a diferença, seja: no arremesso, acusar a batida do peixe ou ajudar na briga com o troféu desejado.
Saudosistas que gostam de usar aquela vara antiga com ponteira e passadores de porcelana, aproveitam para substitui-los por outros que suportem o multifilamento. Podem encurtar ou aumentar um pouco mais o comprimento (desde que possível), e ter um encaixe melhor no momento do arremesso. Também é o momento de aliviar o peso no cabo substituindo por material mais leve e/ou colocar um “butt caps” para ter apoio na hora da briga com o bitelo.
Obvio que tudo isso deve ser planejado com alguém que entenda do tema, neste caso o rodmaker, que fará o possível para determinar o melhor para atender a necessidade do pescador. É fazer valer o investimento e gastar dentro do orçamento, para ter um objeto final que atenda a expectativa.
Então, é colocar no papel suas necessidades para depois analisar com um profissional competente, o que realmente vai valer a pena implementar na sua próxima vara de pesca.
A sugestão é boa para quem aprecia a modalidade Tenkara, a personalização de varas telescópicas cai como uma luva para atender os adeptos. Mas que fique claro, para atender essa customização, as escolhidas precisam ter pré-requisitos como: ponto de equilíbrio em local correto; ação apropriada – para quando se executar os arremessos, não demandar esforço em demasia para o pescador; e apresentar movimentos corretos para a linha. Não basta apenas escolher uma varinha e entregar para o rodmaker, para ser adaptado para uso.
Pode-se ter a noção de como será o processo, porém o planejamento e execução devem ser realizados por alguém que de fato domine o assunto. Se sentir afinidade com a atividade, é fazer cursos para dominar a técnica.
A Moro Fishing www.morofishing.com.br , especializada neste segmento é uma das mais conceituadas no país. Além de montar a vara de acordo com o perfil e necessidade do pescador, tem toda uma linha específica de produtos para atender e finalizar com qualidade e profissionalismo o tão sonhado objeto de desejo. O Pietro Moro comanda a empresa que também é distribuidora e representante de vários fabricantes renomados, entre eles a Fuji, que tem no seu catálogo, itens que com certeza irão atender satisfatoriamente suas necessidades. Visite o site e contate-os para ter um equipamento de altíssimo padrão.
A customização chegou para ficar, também para os artigos de pesca (em edições futuras falaremos do tópico em carretilhas, molinetes e iscas artificiais) mas isto não significa garantia de sucesso na pescaria. Agora, se bem executada, vai oferecer a oportunidade de um trabalho melhor no seu jeito de pescar. E é claro, a chance de usar uma vara de pesca singular.

Quando possível, ótimas pescarias!!!


Apoio

Guss Produções www.gussproducoes.com.br
Maré Iscas www.mareiscas.com.br
Massas e Produtos Petersen www.petersen.com.br
Deconto Iscas Artificiais www.morodeconto.com.br
Moro Fishing www.morofishing.com.br
Piscicultura Chang www.pisciculturachang.com.br
A Radio Atividade www.aradioatividade.com.br
Uhobby www.uhobby.com.br

Comentários
Loading...