CORONAVÍRUS: Cuide bem da sua saúde, saiba como se prevenir

O novo coronavírus foi identificado incialmente na China e se espalhou para o resto do mundo (reprodução)

O novo Coronavírus (COVID-19) foi identificado inicialmente na China, em dezembro de 2019, e se espalhou para alguns países da Ásia, Europa e América do Norte. No Brasil, o primeiro caso de infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19) foi confirmado no último dia 26 de fevereiro de 2020. De acordo com o Ministério da Saúde, até esta terça-feira (5), o país já contabilizava mais de 7 mil óbitos.
Segundo a OMS, idosos com doenças crônicas são os que apresentam mais chances de adoecer com a infecção pelo novo Coronavírus. O período médio de incubação é de 5 dias, com intervalos que podem chegar a 14 dias, tempo em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde o contágio.
Os sintomas da infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19) são semelhantes aos da gripe comum:

  • Febre
  • Tosse
  • Congestão nasal
  • Mal estar e dores no corpo
  • Dificuldade para respirar
  • Dor de garganta

Os meios de transmissão do novo Coronavírus (COVID-19) também são semelhantes aos da gripe comum e acontecem por meio do contato com as gotículas respiratórias (tosse, espirro e saliva) e secreções oculares.
A orientação é seguir a Etiqueta da Tosse. Veja as atitudes que ajudam na prevenção:

  • Sempre que necessário, higienize as mãos com água e sabão, ou álcool em gel 70%
  • Não toque nos olhos, nariz e boca sem higienizar as mãos
  • Evite contato próximo com pessoas doentes (até 1 metro)
  • Ao tossir ou espirrar, proteja as vias aéreas com o antebraço ou lenço descartável
  • Evite ambientes aglomerados. Fique em casa enquanto estiver doente
  • Utilize máscaras apenas se estiver com sintomas respiratórios, para evitar a contaminação de outras pessoas
  • Mantenha objetos e superfícies de uso comum higienizados
  • Se precisar viajar para locais com grande circulação do vírus, evite contato com pessoas doentes, animais, e transitar em mercados de animais

PROCURE UM HOSPITAL SE
Apresentar esses sintomas – febre, tosse, congestão nasal, mal estar, dores no corpo, dificuldade para respirar ou dor de garganta

Como identificar:
Se apresentar indícios referentes aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde ou para laboratório particular, é realizada a coleta de swab de naso-orofaringe, e o material é encaminhado para o Instituto Adolfo Lutz, que realiza a identificação do novo Coronavírus (COVID-19).
No caso de suspeita ou confirmação da infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19), o médico é quem decide qual embasamento clínico será adotado e se há ou não a indicação de internação hospitalar. Optando pelo tratamento domiciliar, as orientações para isolamento devem durar até a resolução dos sintomas. Sempre monitorado pela equipe hospitalar, o paciente deverá:

  • Permanecer em ambiente privado, mantendo distância dos familiares;
  • Usar máscara cirúrgica descartável durante o contato com outras pessoas;
  • Ao tossir ou espirrar, proteger as vias aéreas com o antebraço ou lenço descartável;
  • Sempre que necessário, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%;
  • Manter ambientes bem ventilados.

Não existe tratamento específico para as infecções causadas pelo novo Coronavírus (COVID-19). Neste caso, é indicado repouso e ingestão abundante de água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada necessidade e indicada pelo médico.
A atualização da situação epidemiológica do Coronavírus é feita pelo Ministério da Saúde no link: https://coronavirus.saude.gov.br
(Fonte: Hospital Santa Cruz)

Comentários
Loading...