CAMPANHA DE MENSAGENS DE SOLIDARIEDADE/ALTA SOROCABANA: “As ações conjuntas são as únicas receitas para vencermos quaisquer obstáculos“

Todas as associações filiadas à Hansoro têm seguido as determinações governamentais (divulgação)

*Toshio Koketsu

O temido Corona vírus chegou ao nosso país. A Organização Mundial da Saúde declarou a pandemia e o governo brasileiro decretou calamidade pública e instituiu o plano de emergência para atenuar prejuízos às empresas e aos trabalhadores e para conter a propagação do vírus impôs à quarentena. Em sequência, através de Decretos e Regulamentos dos Governos Estadual e dos Municípios determinando a suspensão de aulas nas escolas; fechamento temporário de estabelecimentos comerciais; suspensão de atividades em vários seguimentos da sociedade.
Todas as associações filiadas à Associação Cultural Nipo-brasileira da Alta Sorocabana (Hansoro) têm seguido as determinações governamentais e suspenderam pelo menos temporariamente suas atividades. Outras simplesmente optaram pelo cancelamento por considerarem a inviabilidade da realização dos eventos já programados para este ano.
Ante às impactantes decisões tomadas, aparentemente as associações vinculadas à esta Liga, demonstram normalidades e financeiramente estão com suas contas em dia sem maiores problemas.
Para manutenção de suas despesas administrativas, algumas estão fazendo promoções culinárias por delivery ou, a serem retiradas nas respectivas sedes, cuja receita será destinada para cobertura das despesas básicas da administração.
Em relação a controles de corona vírus, estão seguindo as normas estabelecidas e não apresentam problemas, pois as comunicações entre seus associados, bem como entre outras associações estão sendo feitas através de redes sociais.
A nossa preocupação é de que, se prolongar por muito tempo o distanciamento social, haverá repercussão negativa, ou seja, mesmo após normalizada as atividades em todos os sentidos, as marcas da destruição e mudanças de hábitos cotidianas impostas por conta do coronavírus, poderão interferir em nossos trabalhos que até então, viemos fazendo.
Temos acompanhado diariamente através das mídias e redes sociais os problemas no Japão em torno das notícias do coronavírus. Observamos que lá também foram tomadas providências semelhantes às do Brasil. A única diferença é que os japoneses tradicionalmente possuem costumes de usar as máscaras de proteção e trocas de calçados na entrada em suas residências. É difícil portanto, avaliarmos prematuramente os resultados comparativos entre Japão e nosso país. Devemos considerar que os japoneses estão mais disciplinados para enfrentamento, o que no Brasil não o temos. Os japoneses já enfrentaram e superaram várias situações de calamidades públicas, tais como: guerras, terremotos, tsunamis, etc. Com certeza o corona vírus não irá abater o Japão, mas a nossa preocupação é com empregos dos nossos dekasseguis que estão lá trabalhando, poderão ocorrer muitas mudanças.
Num momento difícil como este que hoje vivemos sem as perspectivas, acreditamos que as ações conjuntas serão únicas receitas para vencermos quaisquer obstáculos. As associações devem se unir, se integrar cada vez mais, alinhados com os pensamentos do Bunkyo de São Paulo e redescobrir novos caminhos sustentáveis para caminharmos juntos fortalecidos em busca de nossos objetivos: manutenção da riqueza cultural herdada dos nossos antepassados “de mãos dadas vamos caminhar juntos”

*Toshio Koketsu é presidente da Associação Cultural Nipo-brasileira da Alta Sorocabana (Hansoro)

Comentários
Loading...