Associação Ikenobo Nambei Shibu (América do Sul) comemora 60 anos

Grão-mestre Sen-Ei Ikenobo visita o país a cada dez anos (divulgação)

Fundada em 23 de novembro de 1960, a Associação de Arte Floral Kado Iemoto Ikenobo da América do Sul (Nambei Shibu) comemora este ano seu 60º aniversário. Para marcar a data, a associação tinha programado uma série de eventos, entre eles uma grande Exposição de Ikebana para os dias 27, 28, 29 e 30 de agosto, no Centro Cultural São Paulo. Além disso, uma demonstração de Ikebana seria realizada no espaço Japan House São Paulo. O ponto alto da programação era a visita do Grão-mestre Sen-Ei Ikenobo, 45º herdeiro da Escola de Ikebana Ikenobo do Japão, acompanhado do professor Manabu Noda e mais dois auxiliares.
Sumiko Abe, presidente da associação, lamenta, porém, que nada disso foi possível por conta da pandemia do novo coronavírus. “Todo esse planejamento teve que ser cancelado”, conta Sumiko, lembrando, no entanto, que, “através do esforço e iniciativa do vereador Aurélio Nomura, foi concedido ao Grão-mestre o Diploma de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de São Paulo pela inestimável contribuição e difusão da arte de Ikebana no Brasil”.

Diploma concedido pelo vereador Aurélio Nomura ao grão-mestre (divulgação)

Com a impossibilidade da vinda do grã-mestre – que vem ao país somente a cada dez anos –, a honaria foi entregue à presidente. “Estamos pensando em como enviar ao Japão”, explica Sumiko, acrescentando que a associação conta atualmente com cerca de 120 associados em todo o Estado de São Paulo.
Segundo ela, na Capital, as aulas e reuniões acontecem na avenida Liberdade, 486, sala 1210. Mas devido à pandemia as atividades também estão paradas. “Uma vez por ano costumamos realizar uma grande exposição no Centro Cultural”, diz Sumiko Abe, referindo-se à parceria que nasceu em 1990 quando a associação completou 30 anos de fundação.

Associação de Ikebana Ikenobo Nambei Shibu completa 60 anos (divulgação)

Currículo do 45º Grão-mestre Sen-Ei Ikenobo da Escola de Ikebana Ikenobo do Japão

1933 – Nasceu em Kyoto, Sen-ei Ikenobo, filho mais velho do 44º. Grão-mestre de Ikenobo
1945 – Após a morte do seu pai, sucedeu a posição de 45º. Grão-mestre de Ikenobo
1953 – Assumiu a posição de Primeiro Monge do Templo Rokkakudo de Kyoto, Japão
1956 – Graduou-se na Universidade Doshisha de Kyoto, Japão
1962 – Faz a primeira de muitas viagens à Europa, às Américas e ao Sudeste Asiático
1971 – Recebeu a Medalha da Fita Azul-Marinho do Governo Japonês e a Ordem Acadêmico de São Francisco do Governo do Brasil
1974 – Fez o primeiro show solo de Ikebana no Matsuzakaya Department Store em Ginza, Tóquio
1977 – Criou um novo estilo de Ikebana: “Shoka Shimputai”
1985 – Criou um grandioso trabalho de Ikebana para o palco da Exposição Internacional de Tsukuba, em Tsukuba, Japão
1994 – Foi condecorado com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul pelo Governo do Brasil
1999 – Criou um novo estilo de Ikebana: “Rikka Shimputai”
2003– Demonstração em Moscou, realizada com parte do evento cultural celebrando o 300º Aniversário da Fundação de São Petersburgo, Rússia
2005 – Exposição de Ikebana em Tóquio, celebrando o 60º Aniversário de sua nomeação como 45º Grão-mestre do Ikenobo, recebendo a visita do Primeiro Ministro Junichiro Koizumi
2006 – Recebeu a Ordem do Sol Nascente do Governo Japonês por sua meritória contribuição cultural
2010 – Foi outorgado “Personalidade de Mérito Cultural” pela cidade de Kyoto
2013 – Recebeu da Prefeitura de Kyoto Prêmio de Eminente Mérito Cultural
2020 – Recebeu da Câmara Municipal de São Paulo, em 27 de agosto, através de Dr. Aurélio Nomura, o Diploma de Honra ao Mérito pela inestimável contribuição e difusão da arte de Ikebana no Brasil

Comentários
Loading...