42º TANABATA MATSURI DIGITAL: Apesar da pandemia, Acal mantém tradição do Tanabata Matsuri na Liberdade

Nilza Pereira da Silva (à frente, à dir) com Márcia Furusugi e suas filhas (Aldo Shiguti)

Decorado com lindos enfeites (tanabatas) pendurados em ramos de bambus (sassadakes), o estacionamento localizado na Rua Fagundes, 153, na Liberdade, foi palco, no último domingo (2), do 42º Tanabata Matsuri. Ou pelo menos, parte do evento, já que o festival ainda teve desdobramento na sede da Acal – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade –, na Avenida Liberdade, e nas redes sociais, com uma programação virtual.
Foi a forma que a Acal, responsável pela organização do evento há mais de quatro décadas, encontrou para não deixar a data passar em branco, já que o festival presencial teve que ser cancelado por causa da pandemia do novo coronavírus.
O dia ensolarado animou alguns paulistanos a saírem de casa e fazer seus pedidos às estrelas. Como Nilza Pereira da Silva, de 65 anos. Moradora na mesma rua onde foi realizado o tanabata, Nilza disse que viu a movimentação da janela de seu apartamento e desceu para conferir o que era. “Fiquei curiosa e vim ver o que era”, disse a mineira Nilza, que é formada em assistência social. Radicada em São Paulo desde 1979, ela revela que pediu saúde, sabedoria, paz e amor, com mais união entre as famílias.
Amiga de Nilza, Márcia Furusugi também aproveitou o domingo de sol para levar as filhas Emily e Lina para fazerem seus pedidos. Ela achou a iniciativa da Acal “interessante”. “Seria chato se ficássemos sem o Tanabata este ano”, explicou.

Tradição – Acompanhada do marido Hélio, Georgina estava esperançosa. “Tenho fé que minha aposentadoria sai este ano”, comentou ela, acrescentando que seu caso está tramitando na justiça há cerca de um ano e meio. “Vou fazer meu pedido com fé”, afirmou a moradora da Bela Vista.
Viviane e Valdo viram a chamada do Tanabata Matsuri nas redes sociais e também foram conferir. “Costumamos frequentar o evento na Praça da Liberdade e a festa já virou uma tradição”, disse Viviane.
Como manda a tradição, os pedidos serão queimados em um ritual que será realizado no mesmo local, no dia 22 de agosto. Desta forma, os desejos chegarão aos céus para serem atendidos.
O evento prosseguiu à tarde, com o Tanabata Matsuri Digital comandado pelos artistas-apresentadores Isa Toyota, Takeshi Nishimura e Kendi Yamai.

Comentários
Loading...