KARAOKE: 26º Paulistão deve reunir cerca de 680 cantores em São Bernardo do Campo

(Arquivo/Aldo Shiguti)

Neste fim de semana (15 e 16), São Bernardo do Campo, no ABC paulista, vai se tornar a capital da música japonesa com a realização da 26ª edição do Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo, o Paulistão, que acontece no Cenforpe (Centro de Formação dos Profissionais de Educação Física). Uma realização das 15 Regionais – ABCD Baixada Santista, Central, Centro, Centro-Oeste, Leste, Mogiana, Noroeste, Norte, Oeste, Oeste Paulista, Paulista, Sorocabana, Sudoeste, Sul I e Sul II – com supervisão da UPK – União Paulista de Karaokê – o Paulistão acontece pela segunda vez em São Bernardo do Campo.
A primeira vez que a cidade foi palco de um dos principais eventos do gênero do país – perde apenas para o Concurso Brasileiro de Canção Japonesa da Abrac (Associaçãon Brasileira de Canção), foi em 2017.
Desta vez, o evento deve reunir cerca de 680 cantores, que passaram antes pelas chamadas seletivas realizadas por suas respectivas regionais. Eles estarão concorrendo em 19 categorias, desde a infantil até a Veteranos . Destes, cerca de 150 participantes são crianças (de 2 a 12 anos), que estarão concorrendo nas categorias tibiko e infantil.
A programação terá início a partir das 8 horas nos dois dias com a abertura oficial por volta do meio-dia de sábado (15). O encerramento está previsto para às 21 horas de domingo – já com a premiação concluída.

Nobuhiro Hirata, agora jurado, foi o campeão do GP no ano passado (arquivo)

Tira-teima – Campeão do Grand Prix da edição passada, quando o Jubileu de Prata foi comemorado na cidade de Ribeirão Preto, Nobuhiro Hirata fará sua estréia como jurado, juntado-se, assim, a outro supercampeão, Alexandre Hayafuji. No total, são sete jurados de música e outros dois de letra, além de um coordenador. Para que não paire nenhuma dúvida sobre a escolha do vencedor e como forma de transmitir imparcialidade e transparência, o presidente da UPK, Pedro Mizutani, explica que existe ainda um “tira-teima” – uma espécie de VAR (Video Assistant Referee) que, assim como no futebol, tem a missão de ajudar no julgamento dos jurados nos “lances” mais polêmicos”.
Em seu segundo Paulistão à frente da UPK desde que assumiu a Presidência da entidade, em abril de 2018, Pedro Mizutani, mais uma vez, colocará em prática seu projeto de valorizar o interior e unir ainda mais as regionais. Não à toa, o evento do ano passado foi realizado em Ribeirão Preto (distante cerca de 300 quilômetros da capital paulista). Também teve a ver, é lógico, com uma das homenagens prestadas na ocasião, em especial ao tio do presidente da UPK, Noboru Mizutani, de 94 anos, um dos responsáveis por seu ingresso na cultura do canto. “Na época, ele tocava acordeon em Ribeirão Preto”, conta Pedro Mizutzani, explicando que um outro tio seu, Minoru Mizutani, gostava de cantar e, principalmente, organizar eventos.
“Acho que herdei um pouco de cada coisa dos dois”, brinca ele, afirmando que seu principal objetivo como presidente da UPK é “perpetuar a cultura japonesa através da música”.

Cerimônia de abertura do Paulistão 2019 que comemorou 25 anos na cidade de Ribeirão Preto (arquivo)
Mizutani, presidente da UPK (arquivo)

Novidades – “Estamos na 26ª edição mas queremos chegar na centésima, se Deus quiser. Nosso principal trabalho é no sentido de perpetuar a cultura japonesa através da música. Acreditamos que o karaokê, aliada à uma alimentação saudável, contribui para a longevidade dos seus praticantes pois proporciona harmonia e inclusão social para quem canta. Daí nossa preocupação em olharmos para as novas gerações com carinho, pois queremos que esse trabalho tenha continuidade”, afirma Pedro Mizutani, destacando que outra novidade que implantou na UPK – além de fazer com que todas as regionais participem da realização do Paulistão, diluindo os gastos com sua realização, que gira, em média, em torno de R$ 200 mil – fará sua estréia agora no mês de abril deste ano.

Jovens Talentos – Trata-se do evento batizado de Jovens Talentos, um concurso dedicado a crianças e jovens de 2 a 20 anos e que envolve não só a música como terá também uma categoria onde o participante poderá mostrar seu talento em outras áreas, como cosplay, taikô ou em outra modalidade a sua escolha. A primeira edição está marcada para o Nippon Country Club.
“É uma forma de estimular os jovens, cuja participação no Paulistão vem diminuindo ano a ano. A ideia é que haja integração mesmo e, ao mesmo tempo, mostrar que além da música existem outras manifestações que podem contribuir para a manutenção da cultura japonesa”, diz Mizutani, acrescentando que outra novidade implantada em sua gestão foi o 1º Seminário do Interior realizado em novembro do ano passado, na cidade de Guararapes.

O desfile das porta-bandeiras é sempre uma atração à parte (arquivo)

Pré-Paulistão – “O evento consistiu em um wokshop e palestra para cantores e jurados. Além de mostrar que a UPK está presente e valorizando o interior, a proposta também é dar oportunidade para que todos participem e possam sentir de perto como é feita uma avaliação.
E por falar em avaliação, Mizutani disse que durante o Paulistão também estará sendo observado possíveis talentos para se apresentar em um projeto audacioso: cantar ao lado de Misia, uma das artistas japonesas mais representativas da atualidade.

(Arquivo)

Misia – No final do ano passado, em visita à redação dos jornais Nippak e Nikkey Shimbun, Hiroto Tanigawa, presidente da agência de talentos Rhythmedia – responsável pela carreira de Misia – falou sobre a audição com artistas nikkeis para descobrir talentos e sobre a possibilidade de Misia fazer um show no Brasil ainda este ano.

26º Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo – Paulistão
Quando: Dias 15 e 16 (sábado e domingo), a partir das 8 horas. Abertura: sábado, ao meio-dia
Onde: Cenforpe-São Bernardo do Campo: Av. Dom Jaime de Barros Câmara, 201 – Planalto – SBC
Entrada gratuita
Informações pelo telefone: 11/3191-0403

XXVI PAULISTÃO
CRONOGRAMA

SÁBADO

08h00 – Veterano E2
08h53 – Veterano E1
09h55 – Infanti A
10h27 – Infantil B
11h10 – Infantil C
12h10 – Abertura
13h40 – Infantil D
14h08 – Infantil E
14h48 – Tibiko A
15h35 – Tibiko B
16h27 – Tibiko C
16h42 – Premiação Infantil, Tibiko e Divulgação E2 e E1
17h42 – Veterano D2
19h15 – Veterano D1
20h48 – Pop

DOMINGO

08h00 – Veterano C2
10h08 – Veterano C1
12h00 – Veterano B
14h03 – Veterano A
15h56 – Juvenil B
17h03 – Juvenil A
17h55 – Adulto B
19h07 – Adulto A
20h32 – Premiação Final
21h32 – Grand Prix

Observação: O horário indicado de início de cada categoria é orientativo. Os horários reais dependerão do andamento do evento.

Comentários
Loading...