Walter Ihoshi analisa a chegada da era Reiwa e revela que já se encontrou com novo imperador

Walter Ihoshi acompanha o futuro imperador Naruhito na homenagem realizada pela Câmara dos Deputados em 2008 (Câmara dos Deputados)
Walter Ihoshi acompanha o futuro imperador Naruhito na homenagem realizada pela Câmara dos Deputados em 2008 (Câmara dos Deputados)

Filho de Hirohito (1901-1989), o atual imperador do Japão, Sua Majestade Akihito, de 85 anos, irá abdicar do trono neste dia 30 em favor do seu filho Naruhito, de 59 anos. A transição marca a chegada da chamada era Reiwa (até então, o Japão estava sob a era Heisei iniciada justamente em 1989, ano da morte de Hirohito e chegada ao trono de Akihito). “Estive algumas vezes com o futuro imperador, inclusive quando Sua Alteza Naruhito esteve no Brasil”, comentou nesta segunda-feira, dia 29, véspera da abdicação de Akihito, o presidente da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp) e deputado federal por três mandatos, Walter Ihoshi (PSD).
Quando do centenário da Imigração Japonesa no Brasil, em 2008, então parlamentar pelo Estado de São Paulo, Ihoshi organizou um grande evento para celebrar a data. “Realizamos uma sessão solene em homenagem aos 100 anos da Imigração e, Sua Alteza e então príncipe Naruhito compareceu. Posso dizer que foi um dos grandes momentos de nosso primeiro mandato na Câmara”, contextualizou o ex-deputado federal.
Em oportunidade seguinte à cerimônia em Brasília, durante missão oficial em nome do governo brasileiro, Walter Ihoshi foi recebido em Tóquio, capital do Japão, pelo imperador que ascenderá ao trono em 1º de maio. Ano passado, o príncipe esteve no Brasil participando do 8º Fórum Mundial da Água, organizado entre 18 e 23 de março no Distrito Federal. “Também, nesta ocasião, estive com o próximo imperador do Japão”, disse.
Em dois séculos de história japonesa, é a primeira vez que um monarca deixa o trono ainda em vida. Conforme noticiaram as agências internacionais, a abdicação do imperador Akihito (que esteve no Brasil e na visita da década de 1960 o presidente da Jucesp, Ihoshi, ainda criança, assistiu a passagem do cortejo do casal imperial pela cidade de São Paulo) ocorrerá em uma cerimônia breve. Contudo, outras celebrações estão programadas para marcar a chegada da era Reiwa. “A palavra Reiwa corresponde à junção das palavras ‘Ordem’ e ‘Harmonia’”, explicou Walter Ihoshi. “Os japoneses e descendentes têm grande admiração e respeito pela família imperial. O regime político do Japão é monárquico parlamentarista, o povo japonês possui grande identidade com a Família Imperial, sempre compartilhando do conceito que todos nós somos irmãos”, explicou.
Ihoshi espera que a nova era Reiwa e o novo Imperador confirmem a continuidade do fortalecimento dos vínculos entre Brasil e Japão. “O Japão é um país de paz, uma nação que vem dando um exemplo para o mundo inteiro. Osa exemplos de valores inspirados no povo e na nação japonesa emanam dos ensinamentos dos antepassados. Esperamos que esta relação de paz e amizade possa ser difundida para o mundo inteiro e que o mundo compreenda que o Brasil e o Japão são irmãos para esta grande jornada universal”, concluiu o deputado federal por três mandatos, Walter Ihoshi.
(Ramon Barbosa Franco)

Comentários
Loading...