Sudoeste e Nova Central brilham no Brasileiro de Sumô; competições têm recorde de participantes

(Takio Otaki)

Com número recorde de participantes – cerca de 300 atletas – a Confederação Brasileira de Sumô realizou, nos dias 20 e 21 deste mês, no Ginásio de Sumô do Centro Esportivo Brasil-Japão, no Bom Retiro, em São Paulo, o 58º Campeonato Brasileiro Masculino e o 22º Campeonato Brasileiro Feminino nas categorias Dente de Leite, Mirim, Infantil, Juvenil e Absoluto. Destaques para as participações das delegações do Rio Grande do Sul, que trouxe 56 atletas, e do retorno da equipe da Noroeste, que veio com oito atletas.
Na disputa por equipes, Sudoeste ficou em primeiro no masculino enquanto a Nova Central levou o título entre as mulheres. Já no Individual o destaque ficou por conta do paranaense Rui Aparecido de Sá Júnior. Representando a equipe do São Paulo, Rui ficou em primeiro nas categorias Pesado e Absoluto. No Feminino, Sanuza Érika Chagas sagrou-se campeã na categoria Pesado e Fernanda Rojas venceu Luciana Watanabe na Absoluto.

Equipe Sudoeste comemora título na contagem geral de pontos entre os homens (Takio Otaki)

“Estava tranquilo. Lutei bem, sem cometer erros”, avaliou Rui. Hexacampeão Brasileiro no Pesado e Pentacampeão Brasileiro no Absoluto, Rui confirmou à reportagem do Jornal Nippak que pretende mesmo encerrar a carreira após o Campeonato Mundial, que acontece nos dias 12 e 13 de outubro, em Osaka no Japão.
“Estou com 25 anos, comecei no sumô aos 12, era uma criança e hoje sou homem. Aprendi muita coisa em todos esses anos, tive a oportunidade de conhecer muitos lugares e principalmente, muitas pessoas. Algumas se tornaram grandes amigos. Sumô é o que faço de melhor, amo lutar, me sinto feliz em cima do dohyo, sempre lutei com alegria e hoje não foi diferente. Lutei sério e procurei me divertir como nas outras vezes”, explicou Rui, afirmando que agora seu foco será o Mundial.
“Vou continuar atrás de patrocínios, treinando mais ainda, porque lá vai ser mais difícil e quero provar pra mim mesmo que posso ser campeão mundial”, disse ele, que lamentou apenas não ter conquistado a tão sonhada medalha de ouro por equipes – ficou em terceiro.

Equipe brasileira que disputará o Mundial (Facebook – Valeria Dalloolio)

Sumô é Vida – Para Adiecson Gross Bobsin, a presença de uma delegação tão expressiva – a maior da competição – foi uma grande conquista para o Rio Grande do Sul. Dos 56 atletas, 14 eram do Projeto Sumô é Vida, Sumô é Educação, criado por ele há cerca de um ano e meio em Itati (distante cerca de 160 km de Porto Alegre).
Graças a este projeto, conta, o sumô no Estado está crescendo, sempre com muita dificuldade. Para amenizar um pouco a situação, a Prefeitura de Itati decidiu incluir, uma vez por semana, as oficinas de sumô dentro do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS-Itati). Hoje o projeto conta com 21 alunos de 6 a 17 anos, incluindo dois adultos.
“Com as oficinas, recebemos recursos de extrema importância para a continuidade do projeto”, diz Adiecson. “Os 14 atletas que participaram do Brasileiro viajaram até São Paulo sem custo nenhum”, diz ele, lembrando que o projeto teve início como forma de gratidão a tudo que o sumô lhe proporcionou. “Dos antigos, restam apenas eu e o Jonilson compoetindo em Itati. Se não fizéssemos algo o sumô iria acabar”, conta Adiecson, destacando que sem o apoio dos familiares, em especial da esposa, Elen Witt, não seria possível chegar onde chegou.

Adiecson com alunos do projeto Sumô é Vida, Sumô é Educação (Aldo Shiguti)

Retorno – E se depender de herdeiros, o sumô no Sul parece mesmo que ainda vai continuar por um bom tempo. No domingo, o pequeno Kooji Sato, de apenas 11 meses, filho de Antenor Sato e Anelise, foi apresentado à comunidade de sumô.

O casal Antenor e Anelise Sato com o pequeno Kooji (Takio Otaki)

Outra boa notícia veio da Noroeste. Comandado pelo instrutor Enéas Costa, que também dá aulas de judô, aikidô, jiu jitsu e muay thai, uma equipe de oito atletas de Auriflama e Guzolândia retomou a participação da região no Brasileiro, algo que não ocorria desde 2008.
Natural de Pereira Barreto – terra de Marcos Santana, que marcou época no sumô brasileiro –, Éneas conta que começou a praticar sumô com apenas 9 anos de idade. “Foi minha primeira modalidade”, lembra ele, acrescentando que não pensou duas vezes quando a Prefeitura de Auriflama cedeu espaço para a prática de sumô. “Inicialmente convidei os atletas que já faziam judô e hoje somos em cerca de 150 praticantes”, diz, afirmando que a meta até o final do ano é chegar a 300 praticantes.

Noroeste voltou a ser representada depois de mais de dez anos (Aldo Shiguti)

Cidadãos – Quem ficou surpreso com tanta dedicação dos atletas foi o diretor de Esportes do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Roberto Kazutoshi Tanaka. Citando uma reportagem do Jornal Nippak para ilustrar as dificuldades que envolvem o esporte, Tanaka disse que a nova gestão do Bunkyo, agora com Renato Ishikawa à frente, pretende colocar em prática a missão da entidade, “que é formar pessoas de bem e que contribuam com este país que tão bem acolheu os imigrantes”. No final, Tanaka doou à CBS dois troféus de posse transitória – um para o masculino e outro para o feminino patrocinados pelo Bunkyo através de seu presidente. Presidente de honra da CBS, o sempre deputado Hatiro Shimomoto também destacou o empenho dos atletas, que praticam sumô “por amor ao esporte”.

RESULTADOS

MASCULINO

Rui: “Foco agora é o Mundial” (Vanessa Kelly)

Torneio IndividualDente de Leite: 1) Kassio Hermínio Oliveira (RS), 2) Thiago Pereira Nacimento (SO), 3) Rafael Nunes Barros (NC), 3) Renan Fernandes Souza (NC); Mirim: 1) Lucas Felipe Ribeiro (SP), 2) Eduardo de Almeida (NC), 3) Gabriel Pereira do Nacimento (SO), 3) Matheus Rubens da Silva (NC); Infantil: 1) Pedro Henrique Villalba (N), 2) Ricardo Damasceno (SO), 3) Mateus Pires (SO), 3) Paulo Cesar Freitas (SO); Juvenil: 1) Guilherma Fukushima Vaz (SO), 2) João Paulo Villalba (N), 3) Naoki Yamaguchi (SO), 4) Gabriel Manfre (SO); Adulto Leve: 1) Genilton Tiburcio (SO), 2) Tetsuhi Nakaya (SO), 3) Everton Murakami (SP), 3) Jordan Santos (SO); Adulto Médio: 1) João Vitor Dantas (SO), 2) Antenor Yuzo Sato (RS), 3) Gustavo Fraga da Rocha (RS), 3) Gabriel Gomes Bonardi (N); Adulto Meio-Pesado: 1) Thiago Ciavarella (SO), 2) William Takahiro Higuchi (SP), 3) Wellington Bezerra (SP), 3) Diogo Uehara (G.ABC); Adulto Pesado: 1) Rui Aparecido de Sá Jr. (SP); 2) Victor Camargo (N), 3) Pedro Leopoldo Santos (SP), 3) Julio Cesar Vieira (SO); Adulto Absoluto: 1) Rui Aparecido de Sá Jr. (SP), 2) Victor Camargo (N), 3) William Takahiro Higuchi (SP), 3) Thiago Ciavarella (SO)
Torneio Por EquipesDente de Leite: 1) Nova Central, 2) Rio Grande Sul, 3) Sudoeste; Mirim: 1) São Paulo, 2) Nova Central (A), 3) Sudoeste, 3) Rio Grande do Sul; Infantil: 1) Sudoeste (A), 2) Rio Grande do Sul, 3) Sudoeste (B), 3) São Paulo; Juvenil: 1) Sudoeste, 2) Nova Central; Adulto: 1) Sudoeste (A), 2) Norte, 3) São Paulo (A), 3) Rio Grande do Sul (A)

FEMININO

Premiação da categoria Absoluto Feminino (Takio Otaki)

Torneio IndividualDente de Leite: 1) Ariele da Silva Moraes (N), 2) Ananda Russo (SP), 3) Lara Mitiko Uzue (SP), 3) Angela Megumi Kosaihira (N); Mirim: 1) Ana Carolia de Almeida (SO), 2) Anna Julia Vieira Costa (NC), 3) Rebeka Sakashita (SO), 3) Monica Yuka Shimomura (RS); Infantil: 1) Keren Hapuke (NC), 2) Corina Clemente (NC), 3) Beatriz Gonçalves (SO), 3) Rafaela Pereira (SO); Juvenil: 1) Giovanna Noenata (NC), 2) Leticia Clemente (NC), 3) Catriane Silva (RS), 3) Mariana de Proença (SO); Adulto Leve: 1) Valeria Dall`Olio (S0), 2) Maria Helena Pereira (SO), 3) Jhenice Medeiros (NC), 3) Laryssa Butgereit (SO); Adulto Médio: 1) Luciana Watanabe (NC), 2) Flavia Paiva (SO), 3) Juliana Medeiros (SO), 3) Renata Almeida (SO); Adulto Meio-Pesado: 1) Doroteia Costa (SO), 2) Camila Fukushima (SO), 3) Juliana Sabino da Silva (N), 3) Tamires Pereira Guedes (SP); Adulto Pesado: 1) Sanuza Erika Chagas (NC), 2) Fernada Rojas (SP), 3) Jessica Aparecida Lopes (SP), 3) Ana Cladia Gomes (N); Adulto Absoluto: 1) Fernanda Rojas (SP), 2) Luciana Watanabe (NC), 3) Doroteia Costa (SO), 3) Sanuza Erika Chagas (NC)
Torneio Por EquipesDente de Leite: 1) Nova Central (A), 2) Norte, 3) Nova Central (B); Mirim: 1) Sudoeste, 2) Rio Grande do Sul, 3) Nova Central; Infantil: 1) Nova Central, 2) Sudoeste; Juvenil: Nova Central, 2) Sudoeste; Adulto: Nova Central, 2) Sudoeste (A), 3) Sudoeste (B), 3) Norte

Contagem Geral de Pontos – Masculino: 1) Sudoeste (76), 2) São Paulo (44), 3) Norte (22), 4) Rio Grande do Sul (19). Feminino: 1) Nova Central (70), 2) Sudoeste (68), 3) São Paulo (12), 4) Rio Grande do Sul (10)

Comentários
Loading...