SILVIO SANO > NIPÔNICA: 34º Brasileirão ABRAC… em Konfronto Komigo

Konfrontei-me com esse evento bem de pertinho e do começo ao fim dos três dias em que ocorreu em Curitiba. De pertinho, porque fui também para fazer cobertura e reportagem do mesmo.
Na verdade, desde o dia anterior porque, de praxe, a comissão organizadora realiza congresso técnico, na noite desse dia, com representantes regionais, jurados e apresentadores, para dirimir dúvidas a fim de evitar anormalidades ao evento.
Como tenho palestra brevemente (4 de agosto, no 1º FIB ABC), já fui atento, nesse aspecto, desde quando tomei o ônibus de nossa regional, em São Paulo.
Então, vou discorrendo, mas deixando reflexões e conclusões, associadas ao tema, ao leitor… rs.
Chegamos meia hora antes ao local de saída do ônibus para podermos sentar, ao menos, nas poltronas do meio. Sentamos nas últimas! A primeira parada, pela média de idade dos passageiros, já foi demorada. Vá concluindo…
Chegando lá, direto ao local do congresso. Tudo normal a não ser no momento da foto à posteridade, pedindo… ENCARECIDAMENTE, para se levantarem de suas cadeiras e se juntarem aos membros da mesa!
Não de forma cronológica, mas generalizada, prossigo lembrando que se já houve 34 edições é porque há cantores que participaram de todas, quase todas, muitas, poucas, e até debutando nessa.
E que, portanto, há experientes que não mais temem cantar em público e que, por isso, em apuros, alguns até fazem uso de “malandragens” condenáveis para superá-los. Testemunhei duas, “grotescas”.
Sem contar quando alguns papais e mamães, preocupados em melhorar os desempenhos dos filhinhos, compreensível, se metem a lhes fazer gestos de… compasso… errados… rs… e os atrapalhando! Também por duas vezes ocorreram diante de meus olhos.

Comentários
Loading...