SILVIO SANO > NIPÔNICA: 19º Melodias Imortais… ainda, o show!

O problema de escrever semanalmente é que estamos sujeitos a nos depararmos com mais de um bom tema. Por exemplo, nesse interim entre a Nipônica anterior e a atual ocorreram-me quatro: Movimento Político Nikkei, Confraternização TV Utiná, Melodias Imortais e, acredite!… outra caminhada, com minha esposa, nos arredores de casa!
Escolhi… Melodias Imortais (Nipponjin no Kokoro no Utah)!
Já escrevi três sobre esse que considero o melhor espetáculo do ano dentre os realizados no grande auditório do Bunkyô. Na primeira, aliás, em 2007, já o considerando assim. Na época, nesse auditório, já ocorriam dois ou três grandes Kouhaku, o Zenpaku e nascia o Bunka Matsuri, do próprio Bunkyô-SP.
Não me recordo, mas acho que o acompanho desde a primeira edição porque entrei nesse meio em 1999, quando minha esposa passou a cantar em concursos de karaokê e, “ligado como sou”, minha antena também se direcionou a essa área. Por isso escrevi Nipônicas também a respeito, uma das quais com o título “Boom do Karaokê”.
Voltei a abordar sobre o Melodias, em 2011, porque minha esposa fora convidada a substituir uma cantora que havia desistido em cima da hora; e, em 2014, porque dentre dois temas da semana, conforme acima, acabei tendo de optar por esse, novamente. Veja a razão pelo título da mesma: “Debate no Bunkyô? Não! Melodias Mais do que Imortais!”
Mas, lógico, nem tudo são flores! Ainda mais neste país repleto de problemas econômicos… principalmente a eventos realizados por mãos não profissionais… mas que só conseguem serem concretizados graças ao conhecido voluntarismo nikkei. Ainda bem!
Lembro-me de que em 2011 já havia a preocupação em relação ao prosseguimento desse evento por parte da comissão. A “culpa” da continuidade até hoje é devido ao auditório, todos os anos, sempre lotado e à satisfação, ainda com muita emoção, mostrada pelo público.
Sem contar os comentários, agora também nas redes sociais, de cantores top que participaram do mesmo, ao testemunharem, de cima do palco, as reações do público, firmando o desejo de retornarem no próximo ano.

Comentários
Loading...