Primeira mulher a presidir a Kibô-no-Iê, Dirce Shimomoto exalta fundadora Koko Ichikawa

(Jiro Mochizuki)
(Jiro Mochizuki)

Primeira mulher a assumir a presidência da Sociedade Beneficente Casa da Esperança “Kibô-no-Iê”, entidade fundada também por uma mulher – Koko Ichikawa –, Dirce Akemi Shimomoto adotou como slogan de sua gestão “Trabalho com amor”. “Adotamos como slogan para esta gestão,’Trabalho com amor’ porque entendemos que a fundadora, quando criou esta instituição, foi motivada pelo amor e compaixão, mas realizou através do trabalho. Por sentir este chamamento e para homenagear a fundadora, trabalharemos com amor. Sei que todos os colaboradores e todos os diretores que me sucederam também assim o fizeram e continuaremos com o mesmo pensamento…Trabalho com amor”, explicou Dirce em seu discurso de posse, no último dia 16.

Dirce Shimomoto: “A sensei [Koko Ichikawa] realmente me inspira” (Jiro Mochizuki)
Dirce Shimomoto: “A sensei [Koko Ichikawa] realmente me inspira” (Jiro Mochizuki)
Realizada no escritório administrativo da Kibô, no bairro de Vila Mariana (zona Sul de São Paulo), a cerimônia – comandada pelo vice-presidente, Tério Uehara – contou com a presença do cônsul geral adjunto do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Akira Kusunoki; do vereador Aurélio Nomura; do presidente da Associação Pró-Excepcionais Kodomo-No-Sono, André Korosue; do “sempre deputado”, Hatiro Shimomoto e do presidente do Hospital Santa Cruz, Renato Ishikawa, além do Pastor Lee, amigo da fundadora, que falou sobre a sensei e também proferiu palavras pedindo proteção à Kibô-no-Iê.

Célia e Hideo entregam quadro a Mário Nakamura (Jiro Mochizuki)
Célia e Hideo entregam quadro a Mário Nakamura (Jiro Mochizuki)

Na ocasião, os residentes Célia e Hideo entregaram um quadro pintado pelos residentes para o presidente Mário Nakamura, da Gestão 2017-2019, como forma de agradecimento ao seu trabalho frente à entidade.
Dirce lembrou que, quando recebeu o convite para assumir a presidência da entidade, “a principio queria esperar mais 2 anos para me aposentar”. “Mas, com a perda do meu pai e da minha irmã, em 2016, percebi que o tempo é o nosso bem mais precioso. Então resolvi não protelar e doar o que tenho de mais precioso… o meu tempo útil e resolvi assumir agora”, explicou, acrescentando que “embora todas as doaçõe sejam importantes”, de todas, a que considera mais valiosa é o “tempo”. “Por isso existe aquela frase de que quando trabalhamos muito dizemos: ‘hoje eu doei o sangue’”, disse a nova presidente da Kibô-no-Iê, que enalteceu o trabalho da gestão anterior.

Dirce Shimomoto ao lado de diretores da Kibô-no-Iê (Jiro Mochizuki)
Dirce Shimomoto ao lado de diretores da Kibô-no-Iê (Jiro Mochizuki)

Desafios – “A Kibô-no-Iê cresceu muito na gestão do Mário Nakamura. Ele promoveu o desenvolvimento dos nossos colaboradores por ter dado autonomia e nesta gestão vamos buscar aprimoramento nos processos de trabalho, a transparência e desenvolvimento dos colaboradores visando melhoria da assistência aos deficientes intelectuais que cuidamos”, observou Dirce, destacando que em sua gestão estará sempre aberta para sugestões”. “E que possamos crescer atendendo o maior número de pessoas e famílias com o projeto Centro Dia e com cursos para familiares neste escritório reformado, além de manter o atendimento como internato”, comentou Dirce, que nos 50 anos da entidade – a serem comemorados em 2020 – espera resgatar a história da fundadora.

A nova presidente com parte dos diretores da nova gestão (Jiro Mochizuki)
A nova presidente com parte dos diretores da nova gestão (Jiro Mochizuki)

“A sensei realmente me inspira”, afirmou, acrescentando que, a própria criação de um slogan para sua gestão – a primeira a ter um – vem justamente de encontro para lembrar o legado deixado por Koko Ichikawa. “É para que nunca nos esqueçamos que, acima de tudo, tudo tem quer feito com e por amor e para que não percamos nosso foco, que são os residentes. Quando fazemos as coisas com e por amor, nada pode dar errado. Quando estamos lá, dedicando nosso tempo para eles, sentimos uma felicidade inexplicável. Foi assim que a Kibô nasceu. Tudo isso é uma homenagem a nossa fundadora e considero uma missão de Deus continuar seu legado”, destacou Dirce, explicando que um de seus grandes desafios, “neste momento de crise em que todos sofrem com a perda de patrocínio, é tornar a entidade “autosustentável”.

Pastor Lee falou sobre a fundadora Koko Ichikawa (Jiro Mochizuki)
Pastor Lee falou sobre a fundadora Koko Ichikawa (Jiro Mochizuki)

Atividades – Entidade sem fins lucrativos de assistência e amparo à pessoa com deficiência intelectual, a Kibô-no-Iê foi fundada por Koko Ichikawa em 1963, mas só foi reconhecida oficialmente em 8 de janeiro de 1970. Com sede em Itaquaquecetuba (zona Leste de São Paulo), acolhe hoje 67 adultos, sendo dois no projeto Centro Dia, uma das prioridades da nova gestão.
A manutenção da Kibô é feita pelo trabalho de funcionários e uma equipe de diretores voluntários, com o apoio de centenas de voluntários.
Além de doações e contribuições, desenvolve várias atividades ao longo do ano com o objetivo de arrecadar recursos para a manutenção de suas atividadades e o bem estar dos residentes. Entre os eventos realizados estão a Festa do Verde, Festa Junina, Torneio de Golfe, Jantar das 4 Entidades (em conjunto com a Kodomo-no-Sono, Assistência Social Dom José Gaspar – Ikoi-no-Sono e Yassuragui Home), Kibô-no-Iê Shien Karaokê Taikai, Chá Beneficente e Festival Delícias da Kibô-no-Iê.
Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho da Kibô-no-Iê acesse: www.kibonoie.org.br

DIRETORIA EXECUTIVA DA KIBÔ

– GESTÃO 2019-2021 –

Presidente: Dirce Akemi Shimomoto
Vice-Presidente I: Tério Uehara
Vice-Presidente II: Katsumori Miyasato Ueta
Vice-Presidente III: Danilo Yoshiaki Fujita
Vice-Presidente IV: Kazuo Satomi
Vice-Presidente V: Marcos Hideyuki Honda
Superintendente: Fabricio Iwao Fujisaka
Secretário: Rubens Kamoi
Vice-Secretário: Edson Sadao Iizuka
Tesoureiro: Vicente Yasuo Kenmotsu
Vice-Tesoureiro: Alzira Mieko Watanabe
Conselho Fiscal – Efetivos: Homero Kiyoshi Eguti, Akira Kanegae, Lucia Mitie Yasuhara. Suplentes: Carlos Eiji Torigoe, Douglas Quimura Ono, Takeyoshi Teruya
Conselho Consultivo: Mario Massayoshi Nakamura, Nivaldo Ryosun Odo
Diretores: Alexandre Yassuiro Fukada, Celso Shizuo Hirata, Fabio Shiguemassa Kohatsu, Gilberto Shizuo Kuwazuru, Henry Hissashi Pedro Nakaya, João Paulo de A. Vergueiro, Lincoln Keita Uemura, Marcelo Hashimoto, Marcelo Hiroyuki Hideshima, Marcelo Yoshizumi, Marco Aurélio Sanches, Maurício Miyasaki, Nelson Ken Iti Okumura, Nelson Takeshi Teruya, Oscar Osamu Hiramatsu, Paulo Kenhen Taba, Ricardo Uno, Ronaldo Yuzo Ogasawara, Aeka Kajimoto, Ana Carolina Barros Pinheiro Carrenho, Antonio Kiyoshi Harada, Jorge Yoshio Sawasato, Luiz Enzo Sato, Marina Tikazawa, Maura Okumura Ribeiro de Souza, Mauricio Tadeu de Luca Gonçalves, Rodrigo Matsucuma Uemura, Tereza Hidemi Hassegawa e Yugo Mabe Junior

Comentários
Loading...