Pescando com Tenkara!

Para quem já teve a chance de usar uma, sabe o que significa a linha esticada num cabo de guerra de alta adrenalina com o peixe.
Embora já conhecida internacionalmente, a Tenkara ainda não é tão difundida no Brasil, então é boa hora de mostrar mais sobre ela. Como temos um número considerável de lagos, rios, represas e pesque-pagues ao redor da capital paulista, qualquer destes ambientes podem encaixar para matar duas vontades: pescar e treinar a modalidade.
A primeira impressão, vendo a vara montada sugere a ação de vara lisa telescópica ou de bambu. Olhando mais de perto percebe-se o cabo dirigido para a modalidade, com empunhadura ajustada para se ter firmeza e encaixe na mão. Detalhes desta vara: local correto para prender a tampa e enrolar a linha não passam despercebidos no equipamento, e mostram a preocupação do rodbuilder com o conforto do pescador.

Ação
A diferença principal é o casteio ou arremesso, muito difícil com linha de monofilamento, normalmente utilizada na vara lisa simples. Já, as linhas utilizadas (2 acompanham a vara Tenkara) foram confeccionadas especialmente para facilitar o arremesso e colocar a isca no local desejado. São linhas trançadas complementadas depois com líder de sua preferência. Seguem os padrões da linha utilizada no exterior, apenas adaptada para trabalhar de modo correto nestas varas montadas no Brasil.

Nós ou loops?
Pode-se fazer as junções das linhas com loops mas caso prefira nós, estes devem ser bem feitos seja para conectar a vara com a linha e a linha com o líder. Sempre lubrificar com saliva ao finalizasr os nós. Depois de alguns arremessos, observar a formação ou não do “nó de vento” (isto ocorre quando a isca no casteio, dá uma volta em sim mesmo formando um nó cego). Caso ocorra, é desmanchar o mesmo, pois é um ponto vulnerável numa briga com peixe. Na tração, o nó aperta e esquenta, ocasionando a ruptura justamente neste ponto.

Técnica
Não muda para quem está acostumado a pescar com ração artificial. Necessidade de lançar antes a ração flutuante para chamar os peixes para superfície. Depois é posicionar a isca próximo a algazarra, e aguardar a boca aberta ou então os rebojos envolverem o engodo. Esta espera é angustiante até o momento da fisgada, pois confirmado o peixe na linha, a adrenalina descarrega, e claro, a briga a seguir será um misto de alegria e apreensão, pois não se tem nada a fazer, a não ser empunhar a vara de forma correta – fazendo o butt (cabo) ficar apontado para cima e assim utilizar toda a envergadura para cansar o peixe – observando a ponta da vara apontando para dentro do lago. Se a linha afrouxar, são grandes as chances do peixe escapar!

Iscas
Podemos diversificar bastante, trabalhando com pequenas moscas usadas na natureza na tenkara denominadas kebari, particularmente no nosso caso, pelo fato dos peixes locais serem alimentados diariamente por ração flutuante, foram imitações artificiais destas: sejam de cortiça, EVA, pelo de animais ou material similar.
Como são iscas não tem peso, é preciso castear com movimentos similares aos do fly, diferencial neste caso, é a utilização somente da mão que empunha a vara. Obvio que na briga com o peixe, serão necessário as duas mãos para poder controlar um espécime de bom porte. O comprimento da linha + líder é pouco mais que o comprimento da vara.

Cuidados
Montar a vara, puxando devagar um a um, os segmentos da mesma, sem pressa. EVITAR montar através de um único movimento de cima para baixo ou de lado, que embora muito mais prático e rápido, essa ação pode provocar travamento de alguma seção, impedindo de fechar para guarda posteriormente.
Sempre manusear no menor tempo possível, o peixe fora dágua, pois depois de uma boa briga certamente estará exausto. De preferência liberá-lo sem retirar dágua. Se for fotografar é deixar tudo já preparado previamente.

Agradecimentos

– Jorge Toniolo Pozzobon – rodbuilder – que montou as varas utilizadas nas pescarias, contato via facebook ou no site www.rodsbyjorge.com.br

Otimas pescarias!!!

Apoio:

Caiaque Lontras www.caiaquelontras.com.br

Guss Produções www.gussproducoes.com.br

Maré Iscas www.mareiscas.com.br

Maria Pesca e Pet facebook e Instagram /@mariapetnarcizo

Moro e Deconto www.morodeconto.com.br

Piscicultura Chang www.pisciculturachang.com.br

Comentários
Loading...