Kagawa Kenjinkai realiza tradicional Kompira Matsuri

Participantes do culto xintoísta cerimônia é celebrada desde a fundação do kenjinkai (Jiro Mochizuki)

A Associação da Província de Kagawa do Brasil realizou no último dia 20, em sua sede, na Praça da Árvore (zona Sul de São Paulo), o tradicional Kompira Matsuri, evento em homenagem a Kompira Gu – o protetor dos navegantes. A cerimônia, que teve início com a celebração de um culto xintoísta, é realizado desde a fundação do Kenjinkai, em 1955. As coordenadoras deste ano, Elza Takahashi e Marli Watanabe, destacam a importância do festival. “O intuito é manter a cultura trazida pelos nossos antepassados e, ao mesmo tempo, manter os vínculos com a província”, destacou Marli, lembrando que, em 2015 – anos da comemoração dos 60 ano de fundação da associação – o matsuri atraiu cerca de 220 pessoas.

Após o ato religioso – em que Marli leu uma mensagem do presidente Paulo Sugawara que encontra-se em viagem ao exterior –, foi servido o Sanuki Udon, prato típico de Kagawa. A programação contou ainda com apresentações de kendô – um dos departamentos mantidos pelo kenjinkai e que é destaque no cenário nacional (no ano passado, Kagawa sagrou-se campeã brasileira por equipes na categoria até 2º dan e, além disso, a associação conta com um local para a prática desta arte marcial elogiado até mesmo pelo árbitro internacional Tadao Ebiha) e shorinji kempo – arte marcial de origem chinesa e difundida no Japão através da província de Kagawa. Teve também sorteios de prêmios.

Jovens estão seguindo a tradição trazida pelos antepassados (Jiro Mochizuki)
Comentários
Loading...