José Taniguti e Roberto Nishio fecham o primeiro ano de Simpósios do Movimento Político Nikkei

(Arquivo/Jiro Mochizuki)

O presidente da Associação Wakayama Kenjinkai do Brasil, vice-presidente do Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil) e presidente da Comissão Executiva do Festival do Japão, José Taniguti, e o presidente da Fundação Kunito Miyasaka – FKM, vice-presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) e presidente do Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social, Roberto Nishio, são os convidados 4º Simpósio do Movimento Político Nikkei, que será realizado no próximo dia 6 (sexta-feira), no 5º andar do Edifício Bunkyo (Rua SãopJoaquim, 381 – Liberdade).

José Taniguti (arquivo)

Taniguti vai falar sobre o tema “Valorização dos políticos nikkeis aos associados dos kenjinkais” enquanto Nishio abordará a “Valorização dos políticos nikkeis à sociedade nikkei”. Os participantes também devem debater sobre três temas em comum: a) A maioridade penal para 15 anos; b) os presos, trabalhar e a sua renda depositar 50% em poupança e 50% enviar a família; c) uso obrigatório de uniforme escolar do primário até o colegial.

Roberto Nishio (arquivo)

Idealizado pelo ex-deputado estadual Hatiro Shimomoto com o objetivo de “valorizar o político nikkei e as entidades japonesas”, o Movimento Político Nikkei (MPN) abre suas portas para palestrantes pela terceira vez. No 2º Simpósio, realizado em 14 de junho, participaram o cônsul geral do Japão em São Paulo, que falou “Sobre os políticos do Japão – usos e costumes”; o presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa, que abordou o tema “Incentivo, participação e integração da comunidade com políticos e entidades nikkeis”; e o presidente do Kenren, Yasuo Yamada, que comentou sobre “Integração e harmonia dos associados das províncias aos políticos nikkeis”. No 3º encontro, que aconteceu em agosto, foram convidados o presidente da Associação Toyama Kenjinkai do Brasil e conselheiro do 23º Festival do Japão, Toshio Ichikawa, que teve como tema “Participação dos associados dos kenjinkais na integração politica dos nikkeis no Estado de São Paulo”, e o o gerente de Operações da Japan House São Paulo e um dos vice-presidentes do Bunkyo, Cláudio Hajime Kurita.
Compõem o MPN 15 parlamentares e ex-parlamentares: o deputado federal Kim Kataguiri (DEM); os deputados estaduais Coronel Nishikawa (PSL) e Márcio Nakashima (PDT); os ex-deputados federais Walter Ihoshi (PSD); Junji Abe (MDB) e Keiko Ota (PSB); o ex-deputado estadual Hélio Nishimoto (PSDB), os vereadores Aurélio Nomura (PSDB), Ota (PSB) e George Hato (MDB), o vice-prefeito de Guaratinguetá, Régis Yasumura (PSB), o vereador de Mogi das Cruzes, Cláudio Miyake (MDB); o ex-prefeito de Andradina, Jamil Ono e o vice-prefeito de Mogi das Cruzes, Juliano Abe (MDB), além do próprio Hatiro Shimomoto.
Ou seja, políticos nikkeis que tiveram 20 mil votos ou mais nas últimas eleições. Desses, apenas o Coronel Nishikawa e o vice-prefeito de Guaratinguetá, Régis Yasumura, participaram em duas edições. A novidade do 3º Simpósio foi a participação de vereadores “em exercício do mandato”, independente da quantidade de votos obtidos. O vereador de Bastos (SP), Yutaka Kimura, foi o primeiro a reivindicar participação.

Hatiro Shimomoto com Toshio Ichikawa e Claudio Kurita durante o 3º Simpósio (arquivo)

Em viagem ao Japão, onde participou do Sekai Takai de Wakayama,. Hatiro Shimomoto destacou que, “após a realização do 4º Simpósio, que completa um ano, poderemos fazer uma reflexão desse 1º ano de Movimento Político Nikkei, cujo objetivo é valorizar as entidades nikkeis e apoiar os políticos nikkeis para que a comunidade nikkei possa eleger um número maior de representantes seja na esfera municipal, estadual ou federal”.

4º Simpósio do Movimento Politico Nikkei
Quando: Dia 6 de dezembro, a partir do meio-dia
Onde: Rua São Joaquim, 381 – 5º andar (Edifício Bunkyo)
Confirmações até 2/12 com Jacira ou Juliana pelos telefones:
11/2856-7290 / 2856-7220

Comentários
Loading...