II Grand Prix de Soroban BR reúne praticantes de várias partes do Estado

Ryuju Okada, de apenas nove anos, em ação (Osmar Maeda)
Ryuju Okada, de apenas nove anos, em ação (Osmar Maeda)

“Este 2º Grand Prix de Soroban contou com a participação de um maior número de alunos nas categorias de menor idade e alunos iniciantes entre 4 a 10 anos. A crescente participação de novos alunos é um reflexo do sucesso da primeira edição do Grand Prix”, comemorou a diretora Claudia Miyuki Y. F. Hamasaki da HeiSei Soroban Academy e Escola HeiSei, que organizou o evento em parceria com outras sete escolas de soroban (Colégio Oshiman, Número Amigo Academia de Soroban, Okinawa Gakuen, Yamamoto Juku, Ikeda Soroban Juku, Pocket Idioma & Cursos e Curso Santista de Soroban). A presença voluntária de ex-alunos na organização e execução do evento “comprova o grande valor que o soroban tem em suas vidas”, completou a diretora Claudia Miyuki.
A competição reuniu cerca de 90 competidores e foi realizada no último domingo, 26, das 9 às 13h00, na sede da Associação Cultural e Assistencial Mie Kenjin do Brasil, no bairro da Vila Mariana.

Ryuju Okada com troféu (Osmar Maeda)
Ryuju Okada com troféu (Osmar Maeda)

O garotinho Ryuju Okada, de apenas nove anos, bicampeão brasileiro (2018 e 2019) e vencedor do I GP de Soroban BR venceu nas categorias prova de Ditado Calculo Mental, Fundamental I (8 a 10 anos) e na prova de Flash Anzan, categoria Fundamental I (8 a 10 anos).

Naho Asai venceu na categoria Infantil (4 e 5 anos); Julia Iwaki Kamaura na categoria 1º Ano (6 anos); Matheus Harada Muraishi na categoria 2º Ano (7 anos); Julia Mika Fukugauti Ohashi na categoria “iniciantes do Fund I” (8 a 10 anos); Ryuju Okada na categoria Fundamental I (8 a 10 anos); Rafael Yugo Hashimoto na categoria Fundamental II (11 a 14 anos); Eduardo Murayama na categoria Ensino Médio/Adulto (acima de 15 anos).  Rafael Ryu Konishi, venceu na prova de Ditado com Soroban na categoria Fundamental I (8 a 10 anos) e Heidi Kiwa Sinhoara na de Ditado com Soroban, categoria Fundamental II (11 a 14 anos) e Elza Terumi Ikeda na prova de ditado com Soroban, categoria Ensino Médio e Adulto.

Premiação (Osmar Maeda)
Premiação (Osmar Maeda)

O II Gran Prix de Soroban foi um domingo de encontros e reencontros de atletas e familiares, foi a oportunidade para que novos convidados pudessem conhecer de perto, um pouco mais sobre o soroban e a incrível capacidade mental dos seus praticantes. O evento contou com a presença do presidente da Associação Cultural de Shuzan do Brasil, Yoshimi Saito que fez questão de cumprimentar e incentivar os organizadores.

 

 

Diretora Claudia Miyuki e Yoshimi Saito, presidente da Associação Shuzan (Osmar Maeda)
Diretora Claudia Miyuki e Yoshimi Saito, presidente da Associação Shuzan (Osmar Maeda)

Escola HeiSei – A Escola HeiSei é uma instituição de ensino bicultural que teve início em 1982 com um curso de soroban. Em 1989, tornou-se escola infantil, denominada Escola HeiSei (www.escolaheisei.com.br). Após 35 anos dedicados ao ensino do soroban no Brasil, e sempre em parceria com escolas de soroban do Japão, em maio de 2017, foi instalada a HeiSei Soroban Academy na rua Abílio Soares, 931, no bairro paulistano do Paraíso.
Focada na formação integral da criança e na prática da cidadania, com ênfase nas relações baseadas no respeito e no convívio social, a Escola HeiSei se dedica a uma educação que proporciona o desenvolvimento do aluno em todas as dimensões, aprimorando suas habilidades físicas, emocionais, intelectuais e sociais.
Durante o ano, a HeiSei realiza diversas atividades culturais, exemplos como o Undoukai (a tradicional gincana poliesportiva da família nipo-brasileira), O “Arraiá da Escola HeiSei” (festa junina), “Keirou no Hi” (Dia dos Idosos) e outros eventos que contribuem para a integração social e cultural de pais, alunos e familiares com a comunidade.
Além da HeiSei Soroban Academy, a Escola HeiSei conta com duas unidades: a sede central, localizada na Rua Vicente Biondo, 102 – telefone 2239-5770, Vila Ester, na capital,  e outra, na Alameda das Sibipirunas, 230 – tel.(11) 986-939-970, Vila Alvorada, na cidade de Jundiaí.

Abertura evento cresce a cada ano que passa (Osmar Maeda)
Abertura evento cresce a cada ano que passa (Osmar Maeda)

“Além de divulgar e preservar a cultura milenar do Japão, a Escola HeiSei propõe um trabalho que busca contribuir para a integração duradoura, não só de japoneses e seus descendentes, mas de toda a comunidade brasileira, por meio de uma convivência fraternal e de amizade, que é também o fundamento das manifestações culturais”, destaca a diretora Claudia Miyuki Y. F. Hamasaki.
(Osmar Maeda, especial para o Jornal Nippak)

Comentários
Loading...