HAICAI BRASILEIRO: Dourado – Pinha – Trote

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão. 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG. 

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade. 

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa. 

Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000 São Paulo-SP
E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br

 

TEMAS DE MAIO

Dourado – Pinha – Trote

Os olhos gulosos
da cachorra à minha frente –
Pinha cheirosa.
Carlos Martins
São Paulo, SP

barraca de pinhas
a mãe escolhe as maiores
com o bebê no colo
Carlos Viegas
Brasília, DF

De volta do trote.
Na careca do irmão
Um desenho obsceno.
Cristiane Cardoso
São Paulo, SP

de volta à Fazenda
da janela da cozinha
pinhas da vovó
Débora Novaes de Castro
São Paulo, SP

nada de frutas
só um apanhado de sementes
resta da pinha
Elisa Campos
São Paulo, SP

No pomar da casa
a fruta mais atraente –
Pinha madurinha.
Iraí Verdan
Magé, RJ

Jantar com moqueca
de dourado da pescaria.
Muitas histórias…
Irene Fuke
São Paulo, SP

pomar do quintal
as pinhas pesam nos galhos
enfim bem granadas
José Marins
Curitiba, PR

À frente do anzol
– Tigre no anel de fogo –
salta o dourado.
Ludovic Heyraud,
Montpellier, França

Perto da calçada
árvore cheia de pinhas –
ninguém as colhe
Madô Martins
Santos, SP

No supermercado
quase não dá para escolher –
Pinhas amassadas.
Mahelen Madureira
Santos, SP

Garotos em dúvida –
Atrás da cerca de arame
pinhas p’ra colher.
Mario Isao Otsuka
São Paulo, SP

moleque de rua
salta o muro do sobrado –
pinhas maduras
Regina Alonso
Santos, SP

Ah velha infância
Daquelas pinhas maduras
Cheirosas e doces!
Reneu Berni
Goiânia, GO

ainda fresquinhas
com perfume de infância
as pinhas no pé
Rose Mendes
Ilhabela, SP

safra abundante
bem no fundo do quintal –
pezinho de pinha
Seishin
São Paulo, SP

De rosto pintado
Cobrança de pedágios
Trote no calouro.
Yone
São Paulo, SP

Barraca de feira –
repousa sobre o balcão
o último dourado.
Zekan Fernandes
São Paulo, SP

Temas de julho (postar até 10 de junho)
Julho – Salsão – Casaco

Temas de agosto (postar até 10 de julho)
Cação – Bananeira de inverno – Banho de sol

Comentários
Loading...